Black Hole Generator – “A Requiem For Terra” Review

1. A Requiem for Terra
2. Titan
3. Moloch
4. Beneath a Chemical Sky
5. Emerging Pantheon
6. Earth Eater
7. Spiritual Blight
Duração 39:26
Para quem julgava que o black metal norueguês já era coisa do passado, vai-se surpreender com este projecto, Black Hole Generator. Trata-se de um duo que se estreia com este “A Requiem For Terra” e que nos mostra que o género ainda é apetecível o suficiente para fazer surgir novas entidades e com abordagens interessantes. Não podemos chamar de original aquilo que os Black Hole Generator fazem, mas tradicional também não o é. Há por aqui uma forte componente ritualista, mesmo sem tocar um dedo que seja na parte do folk escandinavo – quer dizer, aquelas vozes cavernosas de Bjørnar Nilsen (também responsável pelo baixo e pela bateria programada) têm o seu quê de viking.
O tema-título abre logo as hostilidades e deixa logo as apresentações feitas, o que também é suficiente para que se fique irremediavelmente agarrado. No entanto, teremos que salientar que este não é propriamente um álbum de fácil audição. E não é por ser pesado, obscuro e claustrofóbico (que o é, bastante até), mas sim principalmente por ser esquisito e por misturar melodias estranhas ao género antes e depois (e durante) de blastbeats e riffs em tremolo picking. Resumidamente, é o típico caso de “não sabemos bem o que se passa aqui mas sabemos que gostamos.”
A banda só tinha editado um EP dez anos atrás, com dez anos de ausência até a edição da estreia, o que nos leva a crer que a banda não seja uma prioridade dos seus dois criadores. “A Requiem For Terra” tem o potencial necessário para fazer mudar isso, sendo um álbum que é dinâmico o suficiente para puxar a várias audições e mesmo assim se descobrir pormenores que não tinham sido chamados à atenção anteriormente. Uma estreia muito interessante e um nome que de certeza vai dar que falar. Mesmo que só lance o segundo álbum em 2026.
Nota 8.7/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: