Céu Em Chamas – “Infernal” Review

2017 – Edição de Autor

Achar um ponto de equilíbrio é algo difícil em qualquer situação na vida, porém quando se chega mais perto disso melhor. Na música não é diferente, a chance de abranger e agradar mais gente quando se encontra equilíbrio é bem maior, portanto o sucesso fica mais próximo (não, não falamos de sucesso ‘mainstream’, apenas de fazer certo). A banda de São Paulo Céu Em Chamas, banda de Itapira, chegam bem perto disso com sua proposta sonora. Afinal, a banda opta por misturar elementos do atual Metalcore, Thrash Metal e até Death Metal em sua música, porém sem dar ênfase a nenhum e misturando tudo muito bem.

Na primeira música Lutar, a impressão que se tem é que a banda vai descambar pra um Metalcore comum, devido aos elementos mais atuais, quebradas típicas do estilo e o ‘groove’ imposto. Porém, fica ali e no restante do trabalho a variação é maior e isso já fica evidente na ‘thrasher’ Portões do Inferno. A variedade aparece na excelente faixa Caos, onde a banda consegue mostrar toda sua técnica e versatilidade de forma magistral. Já quem prefere um Death Metal que fica entre o brutal e o ‘old school’, vá direto pra faixa Inferno. Porém, há mais que isso, pois as músicas mencionadas só são referências.

O grupo opta por cantar em português, mas os vocais urrados de Rafael Coradi (ex-Slasher) não são tão inteligíveis, e varia em momentos oportunos. A produção tem uma ótima qualidade, deixa o som atual, mas sem excessos. Por fim, a estreia do Céu Em Chamas é boa e a banda deve ser conferida por amantes do Metal extremo!

Nota 8/10

Por Vítor Franceschini

https://www.ceuemchamasmetalhc.ga/
https://www.facebook.com/ceuemchamsband/?ref=ts&fref=ts

 

 

Support World Of Metal
Become a Patron!

New WOM Android APP – Read All Our Issues for free!
World Of Metal Magazine – Out Now
Download It Here!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: