Mimic 2

O primeiro filme não era uma obra prima mas estava bem explorado. Mesmo com alguns lugares-comuns – já há muito tempo que os lugares-comuns são inevitáveis no cinema – era um bom filme de ficção-científica-que-mete-monstros-pelo-meio-mas-junta-lhe-uma-pitada-de-horror-num-ambiente-urbano-o-que-o-torna-mais-urbano. Este por outro lado… já não pode dizer. A sequela conta com uma personagem para lá de secundária do primeiro é apenas a tentar capitalizar com a boa ideia do primeiro. O problema é que as boas ideias normalmente resultam uma vez. Quando esticadas… a coisa não corre bem. Portanto podemos dizer que este pertence à categoria do vejam-o-primeiro-não-vejam-o-segundo. Não é mau, mau. É apenas fraquinho fraquinho. Nem para um poster investiram. Simplesmente pegaram na capa do primeiro e colocaram-lhe um tom verde. E ainda temos uma terceira parte, que inspira-se em Hitchcock – ou por outras palavras e em americano… “the cockroaches make you Hitchcock”.

Nota 3/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: