WOM Report – Hammer Smashed Fest @ Tribomotard – Motoclube do Oriente, São João da Talha – 30.11.19

No passado dia 30 de Novembro, ocorreu, no Motoclube do Oriente, a primeira edição do Hammer Smashed Fest, num ambiente intimista e acolhedor, onde a organização esteve sempre atenta assim como os membros do Motoclube, para que tudo corresse bem. O espaço em si onde onde decorreu o festival é bastante agradável e até tem potencial para receber mais eventos. O único senão é a falta de iluminação de palco, o que limitou a reportagem fotográfica, no entanto essa falta de iluminação dava um ambiente mais demoníaco à actuação das bandas, ajudando a estabelecer o mood.

A primeira edição deste festival muito Underground contou com a presença das bandas UnderSave, Grog, Systemik Violence, Acromaníacos, R.D.B. ( Raw Decimating Brutality) e os belgas Agathocles, lendas vivas do grindcore, ou como eles gostam de apelidar a sua música, minceore. Os UnderSave deram inicio ao festival com aquela dose bruta de death metal que já antecipamos da sua parte. Apesar do pouco público presente, a banda deu tudo em palco, evidenciando também o profissionalismo que já lhes conhecemos. Death metal complexo mas ainda assim bastante poderoso.

Seguidamente, subiram ao palco os Grog, mítica banda de grind/death metal, um dos nomes mais clássicos do nosso undergound, que arrasta atrás de si sempre bastantes seguidores. O ambiente começou a aquecer bastante com aquela dose de brutalidade musical e com o publico a revelar-se bastante entusiasta. Esta é sempre uma uma banda que dá tudo em cima do palco, tendo sempre actuações memoráveis.

Depois de Grog, subiram ao palco os Systemik Violence, banda formada em 2016 com uma energia igualmente destrutiva ainda que ligeiramente diferente, acentando mais na força característica do crust/punk/hardcore, ainda que com bastante elementos metal. O vocalista, com sua máscara de ski que tanto caracteriza a sua presença em palco, como intimida quem não so conhece, incendiou o ambiente com a sua energia agressiva, algo que a música também ajudou. Sempre um momento intenso.

Após uma pausa para jantar e convívio, voltaram as actuações com os emblemáticos Acromaniacos , banda que se formou em 1991, característica pelo seu punk rock excêntrico e desconcertante. Estes senhores, apresentaram-se em palco de banana na mão, literalmente, o que desencadeou uma onda de boa vibe entre o publico que cantou e dançou com as suas músicas. Provando também que o cartaz, apesar de voltado para as sonoridades mais extremas, também recebeu bem algo mais fora deste reduto.

Para voltar outra vez à brutalidade musical, subiram ao palco os R.D.B., com o seu estilo bem característico de Brutal Death Metal/ Grindcore. Nesta actuação, o público entrou em apoteose completa, com mosh e circle pit consecutivos garantidos. Nesta altura, o staff do evento e do Mortoclube teve bastante trabalho, mão só para garantir a segurança da banda como também do publico. No final correu tudo bem, com a boa diversão metálica a prevalecer.

Para final, a atracção princial, os Agathocles, banda belga que visitou novamente o nosso país para nos entregar o seu estilo muito próprio de grindcore, o mincecore. Como não podia deixar de ser, levaram  o público ao rubro. A sala incendiou de tal maneira que parecia que as paredes iam derrocar, tal não foi a loucura ao longo do seu concerto. Foi uma bela forma de acabar este festival, em grande, com o publico a sair feliz e bastante suado. Resta apenas dizer que se espera que esta edição seja a primeira de muitas. Que para o ano estejamos novamente todos lá!

Texto e fotos por Rita Moniz
Agradecimentos Hammer Smashed Fest & Motoclube do Oriente


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

0

One thought on “WOM Report – Hammer Smashed Fest @ Tribomotard – Motoclube do Oriente, São João da Talha – 30.11.19

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.