WOM Reviews – Social Scream / Gravekeepers / Powerhouse / Basttardos / Chaosaint / Monstractor / Drowned / Vulcane

WOM Reviews - Social Scream / Gravekeepers / Powerhouse / Basttardos / Chaosaint / Monstractor / Drowned / Vulcane

Social Scream – “Organic Mindset”

2020 – Heart Of Steel Records

Heavy thrash metal altamente inspirado é o que os Social Scream apresentam ao seu terceiro álbum “Organic Mindset”. Tenho que confessar que não conhecia esta banda mas depois de ouvir este álbum umas quantas vezes, fiquei fã. Poderoso e com a capacidade de nos trazer uma lufada de ar fresco, “Organic Mindset” é um daqueles trabalhos que temos perfeita noção que poderá passar despercebido – parece que hoje tudo passa despercebido, pelo menos tudo o que é bom – mas que o tempo vai provar a sua qualidade. Poderoso como poucos, o heavy metal (ou o thrash metal, a premissa vale para muita coisa) pode modernizar-se sem desvirtuar a sua essência.

8.5/10
Fernando Ferreira

Gravekeepers – “Gravekeepers”

2020 – Edição De Autor

EP conceptual que revela que a ambição desta banda é bem maior do que apenas arranjar umas malhas brutas e juntá-las todas no seu lançamento. Thrash/death groove que vai para além do óbvio e que nos faz lembrar momentos Sepultura com um bocado mais de influências hardcore (não muitas). Poderá soar a algo óbvio com muitos lugares comuns, mas a audição é muito recompensada por energiar aparentemente inesgotável e com boas canções. Quando é assim, não há como botar defeito.

9/10
Fernando Ferreira

Powerhouse – “Adrenaline”

2017 – Edição de Autor

Powerhouse faz justiça ao nome, assim como o próprio título deste EP de estreia. Mistura muito bem conseguida entre o thrash e o heavy metal com um travo old school com diversos elementos a destacarem-se neste sentido, principalmente a voz e os solos – remete-me para a década de noventa, quando o estilo era gigante no underground mas já começava a perder terreno no mainstream. Cinco temas apenas mas a percepção de que o talento é real.

8/10
Fernando Ferreira

Basttardos – “Nós Somos O Bando”

2020 – Edição de Autor

“Nós Somos O Bando” é uma declaração de intenções bem forte. E curiosa, já que o que temos aqui é praticamente uma one-man band com Alex Campos no centro. Algures entre o thrash metal, o heavy e aquela mistura entre o southern rock/metal e o groove, este conjunto de temas é bem diverso e bem conseguido, conseguindo surpreender e dificultar a vida daqueles que perante cinco segundos de música gostam logo de definir a banda em questão. A produção e sonoridade é pouco usual, com uns reverbs que poderão custar a entrar mas que não é mais do que uma simples questão de hábito. Sólido. É pena só termos sete temas, mais um não faria mal a ninguém.

7/10
Fernando Ferreira

Chaosaint – “In The Name Of”

2020 – Edição de Autor

Poderosa a entrada dos australianos Chaosaint, a fazer a lembrar o thrash mais groove que começou a pontuar na segunda metade da década de noventa, com alguns nomes/influêcias a falar bem alto. Cinco temas que servem de apresentação de forma perfeita para a modernização que os Chaosaint querem trazer para as sonoridades mais tradicionais. Bem conseguido e com capacidade para evoluir bastante. Começo interessante.

7/10
Fernando Ferreira

Monstractor – “Back From The Junkyard”

2020 – Roadie Metal

O thrash metal mosntro dos Monstractor está de volta, com mais groove e com mais uma produção crua – ainda que forte. Temos a mistura entre aquele groove próprio do sul dos Estados Unidos e que fez escola à escala global no início do milénio – muito culpa de uma certa banda chamada Pantera. Boas malhas que de certeza que têm muito mais impacto em cima de um palco (vamos lá ver quando) do que propriamente em disco. O que não impede que este ferro-velho não provoque emoções aquando o ouvimos. Provoca, sendo que uma delas é déjà vú, normalmente não muito positivo mas que neste trabalho não é um factor decisivo. Mais ferro para a trituradora que é apenas o que queremos neste momento.

7/10 
Fernando Ferreira

Drowned – “Damned Alive”

2020 – Edição de Autor

Relativamente desconhecidos cá deste lado do Atlântico, os brasileiros Drowned são uma banda trabalhadora de thrash/death metal que lança agora um álbum ao vivo em forma de comemoração pela reunião da formação original e que marca uma nova fase da banda – onde estão com três guitarristas ao melhor estilo Skynyrd e Maiden. Sendo o nosso primeiro contacto com a sua música, devo confessar que esta não é a primeira impressão ideal. Inegável a energia da banda mas a captação dos dois concertos que resultaram neste registo está longe de ser perfeita, principalmente com o som das guitarras a ficar algo abafado. Será indicado sobretudo para os fãs e poderá eventualmente abrir alguma curiosidade para se conhecer o que está para trás, que ainda é um fundo de catálogo considerável em mais de vinte e cinco anos de carreira. Esperemos pelos originais.

6.5/10
Fernando Ferreira

Vulcane – “Hunger For The End”

2020 – Edição de Autor

A banda começou em 2019 e em pouco tempo já tem aqui o seu primeiro lançamento, este EP, que tem uma base bastante definida. E não é aquela que a capa sugere – ou seja viking metal ou algo do género. Temos um thrash metal cheio de groove que não surpreende e até tem um bocado de nostalgia. Há diversos pontos a melhorar, tanto na produção como na própria composição, havendo a necessidade de ir para além do óbvio e daquilo que já conhecemos. Aliás, o que se pode ouvir aqui é (e foi) um bom ponto de partida mas nos tempos que correm, já queremos algo mais sólido.

5/10
Fernando Ferreira

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: