A Chave Review

Caroline (Kate HudsonComo Perder Um Homem Em 10 Dias), uma enfermeira estagiária insatisfeita com a desumanização da clínica onde trabalha na zona de Nova Orleões, decide responder a um anúncio de um particular para ajudar uma idosa (Gena RowlandsTaking Lives) a tomar conta do marido (John HurtO Homem Elefante) que sofreu à pouco tempo um AVC. 
Perturbada pela mulher do idoso e pelas suas excêntricas regras, resolve a chave mestra que ela lhe deu para tentar abrir um quarto escondido no sotão. Depois de entrar no quarto a sua perspectiva quanto ao folclore local vai mudando, começando cada vez mais a mergulhar nas crenças de hoodoo. A diferença de hoodoo com voodoo é que o hoodoo só tem efeito em quem acredita nele. 
A Chave é um thriller bem construído que nos prende ao ecrâ com bons momentos de suspense. Neste filme de Ian Softley (K-pax), Kate Hudson domina completamente, com uma interpretação muito sólida. Como manobra de marketing é usada a arma de ser do mesmo criador do The Ring, Ehren Kruger, que além dos dois filmes The Ring, também foi argumentista do Suspeito Da Rua Arlington. As personagens estão bem desenvolvidas e interpretadas e o argumento é inteligente, se bem que haja uma pergunta que fica por responder no final que é: Como é que a personagem foi atraída para aquela casa? De qualquer maneira, é um filme que vale a pena ver para quem gosta de filmes de suspense e do final anti-hollywood. Ou seja, acaba mal.

Nota 6.5/10 

Support World Of Metal


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.