Aborym – “Shifting.Negative” Review

1. Unpleasantness
2. Precarious
3. Decadence in a Nutshell
4. 10050 Cielo Drive
5. Slipping Through the Cracks
6. You Can’t Handle the Truth
7. For a Better Past
8. Tragedies for Sale
9. Going Places
10. Big H
Duração 48:09
Os Aborym já foram um nome de culto do black metal industrial. Se calhar estamos a ser mauzinhos e muito pouco imparciais. Talvez os Aborym ainda sejam um nome de culto, embora não acreditemos que o sejam dentro do espectro do black metal industrial já que há muito pouco de black metal na sua música ultimamente, “Shifting.Negative” incluído. “Dirty” deixou-nos um amargo sabor na boca e três anos depois, o mesmo só não acontece com “Shifting.Negative” porque simplesmente já não estamos interessados. Já não existem expectativas.
O que acaba por funcionar a seu favor, por mais paradoxo que soe. Foi necessário matar a ideia de black metal industrial que tínhamos dos Aborym para melhor aceitarmos a sua nova natureza. E “Dirty” teve um papel muito importante nesse sentido, porque não fosse esse trabalho e não conseguiríamos chegar até este sétimo álbum e apreciarmos todas as suas qualidades melódicas. Sim, a melodia tem um ponto primordial neste lançamento e é a melodia de temas como “Precarious” e “You Can’t Handle The Truth” que faz a diferença, em comparação com outros como “Decadence In A Nutshell” ou “Slipping Through The Cracks”.
Resumindo, temos a componente industrial omnipresente e um feeling metal que aparece de vez em quando. O black metal é história do passado e neste aspecto os Aborym parecem estar cada vez mais confortáveis com a sua nova pele. Não sentimos que a sua busca tenha terminado, já que ainda não estão completamente eficazes. De qualquer forma, e reforçando o que foi dito atrás, este é o seu melhor trabalho em anos e tem muitos momentos positivos.
Nota 6.5/10
Com o apoio de

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.