Daniel Cavanagh (Anathema) ao vivo em Portugal

Ainda a navegar as ondas de sucesso provocadas pela edição de um novo disco a solo e pelo mais recente registo dos Anathema, «The Optimist», que incluiu uma digressão mundial, passagens por vários festivais de Verão e um galardão “álbum do ano” nos Progressive Music Awards de 2017, DANIEL CAVANAGAH, o guitarrista e mentor da banda de Liverpool, vai fazer-se novamente à estrada sozinho e trazer pela primeira vez «Monochrome» aos fãs portugueses. Nos dias 13 e 14 de Dezembro, o talentoso multi-instrumentista britânico regressa assim a um país onde sempre foi muito acarinhado para, no Hard Club e RCA Club, no Porto e em Lisboa, respetivamente, encantar o público nacional em formato acústico e intimista, através de um alinhamento composto por uma seleção de canções dos Anathema e do seu repertório a solo.
Como membro fundador dos históricos britânicos Anathema, por esta altura DANIEL CAVANAGH já está mais que familiarizado com a sublime arte de escrever música poderosa que carrega as suas emoções orgulhosamente na manga; mais recentemente personificada em «The Optimist», o disco que assinou com a sua banda de sempre em 2017. Citadas em várias publicações, durante o ciclo de promoção a esse disco, estavam a luta de Daniel contra a depressão e os subsequentes pontos baixos que atingiu durante o período que antecedeu a conceção dos temas – e mais uma vez, como tantas outras no passado, o músico e autor teve o dom de transformar experiências negras em música luminosa e enleante. À luz dessas batalhas, «Monochrome», o álbum a solo que lançou pela Kscope no mesmo ano, afirmou-se como um registo profundamente pessoal e sentido que, quando posto em comparação com a visão mais corajosa de «The Optimist», se sente ainda mais no osso, sem perder nenhuma da ressonância emocional que se espera deste músico.
Daniel Cavanagh estabeleceu o seu nome como elemento fundador e principal compositor dos Anathema, mas tem mantido uma discreta carreira solo em paralelo com a banda que criou em 1990. Nascido em Liverpool, numa família de classe trabalhadora, no ano de 1972, o mais velho dos irmãos Cavanagh fez nascer os Anathema e, pese o crescimento e transformação que o grupo sofreu, na viragem do milénio precisava de um outlet para o material acústico mais discreto que ia escrevendo e não encaixava no grupo. O primeiro lançamento em nome próprio, «A Place To Be», de 2004, consistia em versões de temas originais de Nick Drake, sucedido cinco anos depois por «In Parallel» (feito em colaboração com a holandesa Anneke van Giersbergen), «The Passage» em 2013 e «Memory And Meaning», mais uma seleção de versões, em 2015. Já em 2017, é lançado «Monochrome», que resultou no single «The Exorcist» e contou com participações especiais da ex-vocalista dos The Gathering, de Arjen Lucassen e da violinista Anna Phoebe, colaboradora habitual dos Anathema.
Abertura Portas: 20h00
Inicio espetáculo: 21h00


[quadsvi id=1]

Support World Of Metal
Become a Patron!

New WOM Android APP – Read All Our Issues for free!
World Of Metal Magazine – Out Now
Download It Here!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: