Decomposed – “Wither” Review

Terceiro álbum da banda de death metal sueca Decomposed que não soa muito como uma banda de death metal sueca. Talvez por ser uma espécie de one-man-band que tem no seu centro o guitarrista/vocalista Jesper Ekstål, contando ainda com a participação de Emil Leijon na bateria. É um trabalho onde o death metal é apresentando e tratado de forma pouco usual, com riffs de guitarra que nos trazem melodias estranhas mas que acabam por ser eficazes. Existe a tentação de chamar isto de death metal técnico embora o termo death metal técnico aponte-nos noutras direcções que nos levariam para longe do que se pode ouvir em “Wither”.
Indo buscar muitos elementos ao death metal old school, mas também mantendo a apetência para a melodia (estranha como dissemos, mas ainda assim, melodia), este é um trabalho refrescante dentro do panorama do género já que nos consegue manter fora da indiferença. Nomes como Morta Skuld ou Incantation são capazes de nos aparecer em mente enquanto ouvimos temas como “By Nothingness Crowned”, “Void” ou “Drenched In Wounds”. Apesar de não concordarmos com o press release que aponta a banda como algo na linha de Dismember ou Entombed, percebemos a tentação de querer comparar com algo desta época.
A produção é impecável, soando forte, clássica (que é como quem diz bem orgânica e analógica) e fazendo com que os temas batam ainda mais forte. Ponto ainda positivo para os solos de guitarra que soam melódicos mas de uma forma tipicamente death metal. Este terceiro álbum poderá passar despercebido dos fãs de death metal e por isso aconselhamos aos mesmos a mergulhar em “Wither” já que é raro termos um álbum que se enquadra tão bem nos dias de hoje e que mantenha uma ligação tão forte aos momentos mais clássicos do género. Recomendado.
1. By Nothingness Crowned
2. Upheaval
3. Void
4. Submerged
5. Downwards
6. Drenched in Wounds
7. Wither
8. Into Nothing
Duração 37:27
Nota 8/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.