Goatsodomizer – “The Curse Rings True” Review

Álbum de estreia da banda sueca Goatsodomizer que já existe há mais de vinte anos. Lá dizia o outro, mais vale tarde que nunca, embora este “The Curse Rings True” não seja propriamente algo que estivessemos todos a aguardar ansiosamente. A capa é genérica (a cabeça de um bode e um pentagrama. Justiça seja feita, o bode não está com a representação tradicional, o que até revela alguma lufada de ar fresco. Mas é a única) e a música acompanha a ritmo. Embora possamos concordar com o rótulo thrash metal em alguns momentos, no geral esta parece ser mais uma banda que cresceu a ouvir Motörhead.
Nada contra a seminal banda, todos sentimos falta dela, mas bandas escandinavas a tentar (muito importante o verbo tentar) soar como os Motörhead já o mundo está cheio, a começar e a acabar nos Motörhead. Por falar em Motörhead, o álbum acaba mesmo com uma cover de uma das grandes malhas de Lemmy, “Going To Brazil”. Quanto ao álbum em si, parece-nos uma manta de retalhos. Umas vezes está mais interessado em ser uma versão mais javarda dos Motörhead, como noutras lembram-se que é suposto tocar thrash metal, então carregam o pé no acelerador.
Qualquer das duas versões não consegue convencer-nos a voltar para ouvir isto, apesar de termos alguns solos inspirados (como o de “Gore Galore”) e riffs bem caçados. Fora isso é algo que não consegue passar da mediana. Exceptuando claro pela tal dita cover dos Motörhead. Como álbum, é desequilibrando, havendo clara separação de sonoridades entre conjuntos de temas, dando ideia de que esta é mais uma compilação do que propriamente um álbum de originais. Nem a cover dos Motörhead se aproveita. Fraquinho. Será preciso mais que isto para nos convencer.
1. Graveyard Bitch
2. Iron Casket
3. Sidewalk Sinner
4. U.V.G.S.
5. Tombstone Riot
6. Scum of the Underworld
7. Into the Crypt
8. Gore Galore
9. Raping My Graveyard
10. Sodomized til Death
11. Die Screaming
12. Going to Brazil
Duração 37:12

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.