Grave Of The Fireflies Review

Um dos marcos do animação japonesa, este tocante filme foca a saga de duas crianças que ficaram orfãs num bombardeamento por parte dos americanos ao Japão durante a Segunda Guerra Mundial. Realizado por Isao Takahata, através do estúdio Ghibli, do grande mestre da animação japonesa, Hayao Miyazaki esta poderosa história conta a saga emocionante de Seita e a sua irmã mais nova Setsuko a lutar contra a fome e a descriminação conforme a situação nas frentes de combate iam piorando. 
Este é sem dúvida um dos melhores filmes de animação que eu vi em toda a minha vida, um retrato pujante do Japão durante a guerra, da mentalidade do povo, uma poderosa mensagem de amor. Não é um filme que se veja de ânimo leve, não por ser lamechas, não por ser demasiadamente brutal do retrato anti-guerra que faz, mas sim por ser brutalmente directo e realista, atento nos detalhes e comovente por isso mesmo. 
É de uma beleza indescritível. É difícil arranjar adjectivos para este filme, tal como é difícil ter qualquer palavra que seja depois do seu final. Confesso que sou uma daquelas pessoas que transporta os filmes para a vida real, causando aquele efeito de viver demasiado o que se passa na tela (e sim, sou aquele tipo de pessoa que se levanta no cinema e começa a acompanhar o herói quando está a dar um enxugo ao vilão depois de um filme todo a sofrer), mas mesmo sem ser assim, o resultado seria o mesmo… aliás, até o mais insensível dos mentecaptos, depois de ver este filme…cataratas do Niagara, meus amigos, cataratas do Niagara…
Nota 10/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.