Greywind – “Afterthoughts” Review

1. Afterthoughts
2. Forest Ablaze
3. Circle
4. Safe Haven
5. The Lake
6. Car Spin
7. Stitch on My Wings
8. Desolate
9. In Autumn
10. Wander
Duração 39:47
Ok, esta será um pouco complicada. Já muitas vezes falámos aqui de preconceito. Não tentamos ser moralisas, até porque muitas vezes somos postos à prova. E esta é a introdução apropriada para o duo Greywind, composto por dois irmãos Paul O’Sullivan e Steph O’Sullivan embora obviamente deverá existir toda uma banda por trás principalmente para as apresentações ao vivo. O primeiro ponto que somos obrigados a focar é o da voz de Steph. O seu timbre faz-nos pensar em estrelas de pop. Literalmente. Não fosse a distorção por trás e pensaríamos que estávamos a ouvir a Rádio Comercial. Instrumentalmente a coisa vai cair no rock alternativo com pitadas de gótico mas nada tão genérico como Evanescence. Em certos momentos, como na faixa-título (ou a “Stitch On My Wings”) que abre o álbum, até parece pós-rock, sendo um dos momentos em que a voz resulta por contraste. Confessamos que apesar da voz ser boa, acaba por cansar por não passar daquilo registo fazendo com que os temas fiquem reféns daquela imagem de banda-sonora para filmes de adolescente. É uma boa estreia, todavia, que evidencia os talentos do duo e deixa-nos realmente com curiosidade em relação ao futuro, mas é preciso que não se fique preso a este estigma de “coisa-pop-para-adolescentes” que acaba por ser o que mais temos, infelizmente, por esse mundo fora.
Nota 7/10

Support World Of Metal



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.