Halshug – “Sort Sind” Review

Sem saber muito sobre esta banda dinamarquesa, mergulhámos sem receios neste “Sort Sind”, o seu segundo álbum de originais. Receios que poderiam surgir por sabermos que os rapazes andam pelos meandros do hardcore. Não temos nada contra o género, até porque somos bastantes abrangentes nos nossos gostos musicais, no entanto, tudo o que é demais acaba por inevitavelmente enjoar. No entanto temos uma simpatia por ir à fonte, já que foi com misturas como deathcore e metalcore que acabaram por nos provocar um certo enjoo.
“Sort Sind” é quase como ir à fonte. Quase porque não podemos dizer que se trate de um exercício de puro hardcore, já que temos aqui muitos tiques metálicos que só ficam bem. É estupidamente curto, não chegando a ter meia hora, no entanto, tem o mesmo impacto do autocarro da Portela a passar-nos por cima. Uma saudável tareia que faz com que queiramos repetir a dose, o que é o mesmo que dizer que este é um trabalho que tem na prática mais de quarenta minutos, já que depois da primeira audição, existe inevitavelmente uma segunda.
A dinâmica talvez não seja o forte, no entanto, com pouco mais de vinte minutos de música, quem é que precisa de dinâmica? É castanhada a torto e direito, mesmo quando não temos castanhada propriamente dita – isto é, o ambiente do álbum é apenas um: opressivo, pesado e bastante denso. Não sabemos se será um álbum que perdurá no tempo até que não apresenta nada de propriamente novo, no entanto, é um trabalho indicado para quem gosta do seu hardcore sujo, poderoso e impiedoso. Mesmo quem não gosta de hardcore, só precisa de gostar de castanhada gratuita.
01. Sort Sind
02. Indre Frængsel
03. Udskud
04. Vold
05. Mørket Falder
06. Helvede
07. Vanvid
08. Nederlag
09. Ensom Død
Duração 23:43
Nota 8/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.