Isgärde – “Jag Enslig Skall Gå” Review


1. Isgärde
2. Battle of Borgholm
3. Dying After Dawn
4. Ancient Forest of Witchery
5. Thousand Scars
6. Funeral Fire
7. Dungeons of the Devil
8. Drowning Cosmos
9. At Gettlinge Gravfält
10. Korpen
Duração 43:39 
Mais uma estreia no mundo do black metal. Isgärde é uma one-man-band que tem como centro Somath, alguém que nos é totalmente desconhecido. Nestas coisas, a identidade por vezes também é sobrevalorizada. Em momentos, sobrepõe-se à própria música. Aqui, a música é mesmo o centro. A intro “Isgärde” poderá indicar algo mais melódico, mas o prato forte de “Jag Enslig Skall Gå” é mesmo elemento épico que junta a agressividade do black metal pagão com algumas passagens melódicas mais inesperadas, como no final da “Battle of Borgholm”. Não é das melhores propostas que já ouvimos nestes últimos tempos mas tem os seus próprios argumentos que poderá agradar a quem acha que a melodia não deve significar acessibilidade.
Nota 7/10

Com o apoio de

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.