Plasmodium – “Entheognosis” Review

1. Limbic Disassociation
2. Reformoculus
3. Hermaphrodisiac
4. Deuteromitosis
Duração 61:58
Black metal psicadélico. Ora aí está algo que não se vê todos os dias. Vindo da Austrália ainda por cima. Tudo motivos para ficarmos altamente fascinados e curiosos com o som de Plasmodium que, é importante salientar, não é, de todo, imediato. Isso não faz com que não seja apreciável. Aliás, até faz com que seja mais. Composto por apenas quatro temas com um primeiro com mais de vinte minutos – o mais pequeno tem dez, o que temos aqui é uma viagem impressionante e densa pelas sonoridades mais negras e ocultas do metal. O único ponto que encontramos negativo é o facto de ter uma produção demasiado podre mas até isso funciona a seu favor. Ajuda a criar um ambiente único. Os Plasmodium podem não ser a banda mais vistosa nem “Entehognosis” o álbum que chegará a todos os fãs de metal nos quatro cantos do mundo, mas sem dúvida que tendo efeito e plantando a semente, dificilmente será apagada a impressão de uma obra densa e negra de música extrema.
Nota 8.7/10

Support World Of Metal






Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.