SevenSins – “Due Diaboli Et Apocalypse” Review

1. Tempus Mortuorum
2. Kabbalah
3. Alchemist  
4. Peregrinus 
5. Mors Atra 
6. Due Diaboli  
7. Seraphim 
8. Avicenna 
9. Preasumptio Reatum 
10. Infinitas Non  
11. Teofelspakt
Duração 47:17
Do Cazaquistão chegam-nos os SevenSins, mais uma banda que começou como deathcore e depois passou para algo mais tradicional. Só o facto de termos o deathcore a ser porta de entrada para novas bandas compensa o género em si (ou pelo menos as suas limitações), no entanto algumas destas transições parecem-nos misteriosas. Pelo menos no caso dos SevenSins. O seu som é tão tradicional dentro do que é expectável que nos parece fantasia que a banda alguma vez tivesse tocado deathcore. “Due Diaboli Et Apocalypse é um álbum de metal sinfónico, dentro dos parâmetros estabelecidos por bandas como Dimmu Borgir – este é uma das grandes e principais referências que no surge na cabeça – mas que consegue cativar, fazendo esquecer a quase ausência de identidade. Podemos verificar rapidamente que este álbum será engolido no meio de centenas de lançamentos no género e que dificilmente daqui a uns anos será lembrando, mas a sua qualidade (independentemente da originalidade) é tão evidente que será impossível não se apreciar o que se ouve aqui.
Nota 7.3/10

Support World Of Metal



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.