WOM Cartas de Vinil

“Cartas de Amor, quem as não tem…”

… não, não virei a agulha para outros estilos, apenas me lembrei deste tema do cancioneiro romântico português. Porque afinal é uma música que fala de cartas, o inverso do que se pretende com esta coluna, que hoje se inaugura. Aqui, escrevem-se cartas a falar de música.

Na década de 80 ouvia-se vinil… na década de 80 escreviam-se cartas…. Hoje, voltou-se a ouvir vinil (pelo menos a vender-se) logo, porque não voltar a escrever cartas?  Fala-se que o digital substituiu o analógico, mas regozijamo-nos com este crescente interesse no vinil, no analógico. Não deixa de ser curioso que o analógico é o mais “digital” que existe: o analógico são as mãos… escrever também… e o digital está na ponta dos dedos… escrever cartas ou colocar vinis a tocar deixa impressões digitais, deixa um pouco de nós naquilo que fazemos com tanto significado e amor.

E assim, destes devaneios de uma apaixonada por música, vinis e escrita, nasceu “Cartas de Vinil”, um espaço onde poderão ler os meus textos, as cartas que escrevo ao som do vinil… as minhas impressões digitais deixadas no som da caneta a escrever no papel e no som da agulha a rodar no vinil que, afinal, são tão semelhantes e fazem tão parte de mim.

Sem periodicidade pré-definida, estas serão as minhas “Cartas de Vinil”, escritas para nós…

Espero que gostem!

Rosa Soares


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

1+

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.