WOM Interviews – Destroyers Of All – Especial Oeste Underground Fest

Os Destroyers Of All são exemplo de como o novo sangue do metal extremo nacional não se limita a fazer o que já foi feito assim como também têm ambição de chegar cada vez mais longe e foi precisamente isso que fizeram com “The Vile Manifesto”. São uma das grandes atracções nacionais para o cartaz do Oeste Underground Fest e aproveitando a ronda de entrevistas que temos feito com as bandas que vão estar presentes no Pavilhão Multiusos da Malveira, no próximo dia 2 de Novembro, voltámos à conversa com a banda de Coimbra. – por Fernando Ferreira.

Olá pessoal e bem vindos novamente ao nosso World Of Metal. Tendo já passado alguns meses desde o lançamento do vosso segundo álbum, “The Vile Manifesto”, que balanço fazem do mesmo?

Olá e desde já obrigado por esta oportunidade. Temos feito um percurso muito positivo desde que “The Vile Manifesto” saiu em Fevereiro deste ano. Temos tido criticas muito positivas a nível mundial por parte de zines e webzines, o público tem reagido muito bem às músicas novas e com este álbum já tivemos o privilégio de pisar palcos como o Ressurrection Fest em Espanha , e até tocar com Soulfly em Lisboa.

Têm tido uma actividade assinalável em cima dos palcos, que mais planos têm nesse aspecto para o futuro, para além de obviamente do Oeste Underground Fest?

Temos ainda algumas datas em Portugal até ao final do ano, incluindo o Oeste Underground como referiste e bem. Depois estaremos dia 30 de Novembro na DRAC (Figueira da Foz), no Warfest, com Grog e Gaerea. Já fomos também anunciados para o moita Metal Fest 2020, e temos mais datas para serem anunciadas em breve.

Da última vez que falámos, tinham uma data para ser anunciada em Espanha. Há mais previsto nesse campo?

Sim, estamos neste momento a preparar uma Tour Europeia para 2020, na qual passaremos por Espanha também. Achamos que está na altura certa de dar esse próximo passo.

O que podemos esperar do vosso concerto no Oeste Underground Fest? Vai ser um alinhamento espalhado pelos dois álbuns e EP ou vão dedicar-se mais ao “The Vile Manifesto”?

Acima de tudo podem esperar um concerto com muita entrega e muita energia da nossa parte. Neste momento estamos ainda a divulgar “The Vile Manifesto”, pelo que muitas das músicas serão de lá. Mas tentaremos também introduzir alguns temas de “Bleak Fragments” e do EP “Into the Fire” para uma maior diversidade.

Vindo de uma zona onde existem bandas de qualidade mas nem tantos sítios para actuar, o que acham de uma iniciativa como a do Oeste Underground que luta por aquilo acredita, neste caso a causa dos bombeiros voluntários e a do metal e música pesada? Como é que vêm e sentem essa luta?

É sempre de louvar uma iniciativa destas, principalmente por uma causa tão nobre como a dos bombeiros voluntários que arriscam as suas vidas em nome do país. Conciliar uma causa solidária com o metal e musica mais pesada só vem reforçar a ideia que a comunidade metaleira luta pela preservação do território e das espécies quebrando o preconceito que somos todos feios, porcos e maus!

Bandcamp / Facebook / Homepage / SoundCloud / Twitter / YouTube


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.