WOM Report – Beyond Creation, Gorod, Entheos, Brought By Pain @ Hard Club, Porto – 15.11.2018

Longe vão os tempos em que os atrasos no Hard Club eram constantes, e por mais satisfeita que esteja com isso, desta vez não teria sido mau para os Brought By Pain um atraso de meia horita – 20:30 a um dia de semana é demasiado cedo para ter uma casa composta. Mas aos poucos o espaço foi enchendo e quando Samuel Ouimet pediu uma salva de palmas para o pai, que estava ali “a apoiá-lo como sempre” já um número considerável de pessoas atendeu ao seu pedido com fervor.

Contrariando a agressividade do seu som, apresentaram o seu mais recente EP “Crafted By Society” – já com 2 anos – e temas mais antigos retirados de “The Dreamer’s Will” sempre com um sorriso na cara. O tecnicismo não é tão marcado como o dos cabeças de cartaz, ainda que a formação conte com dois membros de Beyond Creation – o baixista Hugo Doyon-Karout e o guitarrista Kévin Chartré – mas talvez tenha sido essa variação menos requintada que tenha conquistado o público; a mim foi, pelo menos, já que gosto de diversidade.

Usando as palavras de um grande amigo meu, os Entheos “são muito bons mas tenho quase a certeza que a vocalista é um demónio”. Eu elogio particularmente o baixo – composto por Evan Brewer mas nesta tour interpretado por Tim Walker (dos Agamemnon) – mas sim, concordo que os tons mais agudos de Chaney Crabb pareçam vir do Inferno, especialmente quando sob efeitos de reverberação. “Dark Future” foi lançado o ano passado e o foco foi nesse trabalho, com destaque para “Pulse Of A New Era” e “The World Without Us”.

Ouvir uma banda dizer que “é bom estar de volta” ao nosso país sabe sempre bem, mas ainda sabe melhor quando sentimos a verdade por trás dessas palavras, como aconteceu com Gorod. A promoverem “Æthra”, iam mais ou menos na segunda música quando as guitarras deixaram de ouvir-se. Julien Deyres continuou a cantar, mas ao perceber que podia ser algo mais demorado, alterou a letra do que estava a cantar para “estourámos com o PA!”, provocando riso geral. Felizmente não foi um “estouro” definitivo e em alguns minutos o concerto retomava o seu curso, minutos esses que Deyres aproveitou para falar do prazer que era fazer parte daquela tour, com aquelas grandes bandas, e ainda louvar os irmãos Veiga da SWR e a amizade de 15 anos que mantêm com eles. Uma postura em palco exemplar, tanto a nível de presença como de interpretação, que sem tirar o mérito a qualquer um dos outros nomes no cartaz, foi sem dúvida o que mais mexeu comigo. Terminaram com o clássico “Disavow Your God”

Por fim, os tão aguardados Beyond Creation. Creio que a sala não esgotou, mas bem que parecia, dado o rubro em que o público se encontrava. Mais do que promover, apresentaram literalmente “Algorythm”, tendo tocado este novíssimo trabalho (com pouco mais de um mês àquela data) na íntegra. Era notório que a maior parte dos presentes estava já familiarizado com o referido álbum. Depois do último tema deste, “The Aftelife”, Simon Girard disse que ainda iam tocar mais alguns temas e que o seguinte, “Earthborn Evolution”, era dedicado à Rita (Limede, nossa colega na The Black Planet Zine) que fazia anos. Garanto que ela não foi a única a regressar a casa de coração cheio.

Texto e fotos por Renata Lino
Agradecimentos SWR Inc.


 

[quadsvi id=1]

Support World Of Metal
Become a Patron!

New WOM Android APP – Read All Our Issues for free!
World Of Metal Magazine – Out Now
Download It Here!

4 thoughts on “WOM Report – Beyond Creation, Gorod, Entheos, Brought By Pain @ Hard Club, Porto – 15.11.2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: