WOM Report – Concurso de Bandas Vagos Metal Fest – Bisarma, Buzzocracy, Blind The Eye, Apotheus @ Metalpoint, Porto – 14.02.20

Idealizado pela Amazing Events, na passada sexta-feira o Metalpoint acolheu uma das eliminatórias do Finding The Way – Concurso de Bandas Vagos Metal Fest. Destinada a 12 projectos de originais o Concurso está dividido em duas fases: a primeira, as eliminatórias divididas em 4 datas durante o mês de Fevereiro, onde a banda mais votada de cada data passa a uma final a realizar dia 21 de Março em Vagos, da qual a banda vencedora participa na edição 2020 do Vagos Metal Fest. O cartaz da eliminatória a norte, na noite de 14 de Fevereiro, incluía os Bisarma, Buzzocracy, Blind The Eye e ainda os convidados Apotheus .

Com uma sala já bem composta, coube aos Bisarma, as honras de abertura desta noite fria. Oriundos da bela zona de Cabeceira de Basto, o jovem quarteto abriu com “The Maze” que logo cativou os presentes com o seu Groove/Thrash Metal. Completaram o tempo a que tinham direito com “Living In Misfortunes”, “Surrender” e aqui fiquei sem perceber se a bonita melodia que se seguiu executada apenas por Pedro Carneiro (guitarra solo) era o final ou a introdução do derradeiro “Threat To The Faith”. Apesar do som geral estar demasiado alto e serem um projecto relativamente recente, tiveram uma prestação consistente baseada em bons riffs, melodias inesperadas com ideias e objectivos bem definidos. Destaque para a alegria contagiante e impressionante capacidade de Nuno Miguel na bateria. Resta dizer que a banda se encontra a gravar o seu primeiro registo discográfico, o que me deixou bastante curioso, após esta prestação. Força Hugo Gonzaga (voz/guitarra), Francisco Costa (baixo) e os já referidos Nuno Miguel (bateria) e Pedro Carneiro (guitarra solo)! Vocês estão no bom caminho!


 Seguiram-se os Buzzocracy do Porto, por quem aguardava com enorme interesse, isto porque, a estreia intitulada  “Metamorphosis” foi na minha humilde opinião e sem qualquer dúvida, o grande e também melhor álbum de 2019! Tal como aconteceu com os Bisarma, esta era a primeira vez que via ao vivo, Rui Pedro Meireles (voz), Filipe Gonçalves e Nelson Oliveira (guitarras), Rui Carvalho (baixo) e o mais recente elemento Jorge “Turko” Paiva (bateria) e não defraudaram as minhas expectativas, pelo contrário. Foi simplesmente devastador!!! Logo de entrada “Sphynx” teve o condão de fazer toda a gente abanar o esqueleto, ninguém ficou parado! Com headbanging constante em palco e com o irrequieto Rui Carvalho sempre em movimento seguiu-se “God Of Egypt” e finalmente sem tréguas “War”. Simplesmente brutal!!! A actuação passou num ápice e todos queriam mais: Os presentes em uníssono pediram mais uma, mas… a organização e o regulamento assim não permitiu. Poderoso e arrasador desempenho deste grupo maduro, composto por pessoal já com vasta experiência no panorama Metal lusitano e que por mérito próprio já mereciam fazer parte do cartaz Vagos Metal Fest sem terem de passar por esta fase possibilitando assim a outros uma oportunidade. Só tive pena de não terem incluído o magnifico “Return Of The Gods” na setlist. Fica para uma próxima!

De Santa Maria da Feira os Blind The Eye seriam a última banda em competição! Abriram com “Bragolin’s Memento” com uma sala ainda a recuperar do vendaval que os havia antecedido, mas é notória e bem visível o crescimento e evolução destes cinco guerreiros do apocalypse o que muito tem contribuído as inúmeras presenças em eventos nacionais e também no país vizinho! A banda tem batalhado e trabalhado muito e isso reflectiu-se na sua participação! Rui Rocha (bateria) e Nuno Rodrigues (baixo) constituem uma base sonora coesa alternada entre a velocidade e o peso! Ruben Oliveira (guitarra ritmo) e Ramiur Sekh (guitarra solo) formam um duo imparável, quer pelas melodias, quer pelo turbilhão de riffs ritmados e velozes de onde se destacam os solos bem definidos! Completa esta sinfonia Thrash Metal melódica Dário Rosa com os seus vocais corrosivos e guturais! “Arise To The Theta State” (titulo tema do álbum de apresentação em 2018), “In Silence The Terror Has Grown”, “Embryos Of Monorch Project” e “Mask Of Demon” foram os restantes temas tocados por esta banda que é já uma certeza do underground. Aguardo ansiosamente pelos novos temas que estão para ser lançados em breve. Fiquem atentos!

A cereja no topo do bolo desta noite de elevada qualidade e destruição tinha os Apotheus como banda convidada! Outro grande nome que já merece outro reconhecimento bem como pisar outros palcos! Vindos de uma tourné Ibérica e outras datas de promoção ao seu mais recente trabalho conceptual intitulado “The Far Star”, a banda de Paços de Ferreira deliciou-nos com uma hora harmoniosa e compacta de bom Thrash/Death Metal progressivo melódico! A música superiormente executada, onde não faltaram fumos e raios lazer transportaram-nos numa magnifica viagem tendo como fundo os temas que compêm este maravilhoso álbum. Miguel Andrade (voz/guitarra), Luís “Gold Monkey” (guitar), Daniel Rocha (baixo) e Albano Von Hammer (bateria) fecharam da melhor maneira a noite! Ficamos todos satisfeitos! Termino dizendo: se este Find The Way – Concurso Vagos Metal Fest tem como objectivo dar a conhecer aos promotores do Festival o que de melhor se faz em Portugal no estilo Metal… então eles andam muito distraídos, porque as quatro bandas presentes são disso um bom exemplo!

Um último reparo: os votos eram no conjunto distribuídos pelo público (40%), pelo responsável da sala (10%) e pelo júri presente (50%), só que ninguém sabia quem eram. Julgo que para uma melhor e mais transparente decisão deveriam ser anunciados e identificados. Finalmente, um enorme elogio á organização pela excelente iniciativa! Venham mais!

Nota de Editor – os vencedores deste concurso foram os Buzzocracy

Texto e fotos por Paulo Aguiar
Agradecimentos Vagos Metal Fest


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.