WOM Reviews – Devourment / Bloody Brotherhood / Adrestia

Devourment – “Obscene Majesty”

 

2019 – Relapse Records

Estes são um dos clássicos, que nos são trazidos por uma das editoras mais clássicas no que à barulheira diz respeito. Os Devourment estiveram seis longos anos ausentes mas essa ausência não os fez afastar da sua sonoridade clássica. Aliás, muito pelo contrário já que este álbum marca o regresso de Brad Fincher (bateria), que em conjunto com Ruben Rosas (vocalista) são os únicos membros originais. Death metal bruto dos queixos (ou slam para quem acha piada ao termo) e bem downtuned que se mostra bem refiniado, principalmente numa altura em que atinge as duas décadas o lançamento de “Molesting The Decapitated”, a estreia da banda. Com aquele toque de classe, “Obscene Majesty” mata as saudades em grande. Literalmente!

Nota 8.5/10 
Review por Fernando Ferreira

Bloody Brotherhood – “Don’t Break The Circle”