WOM Reviews – Downfall Of Mankind / Meshuggah / Revenge Of The Fallen / Mean To You

Downfall Of Mankind – “Vile Birth”

2022 – Lacerated Enemy

Ora aí está finalmente, o álbum de estreia dos Downfall Of Mankind. Tendo acompanhado a banda desde o início e tendo visto todos os percalços e vitórias que foram coleccionando, seria impossível não ficar entusiasmado com a materialização deste marco. Ainda assim houve espaço para surpresa. “Vile Birth” tem a vantagem de não ter de se esforçar em estabelecer uma identidade musical, a mesma já tinha sido firmada desde o início. A mistura (vencedora) de vários mundos (brutal death metal/slam, deathcore e o black metal sinfónico) faz com que seja uma proposta dinâmica e longe da previsibilidade que o deathcore normalmente não consegue escapar. Brutal e poderoso, “Vile Birth” é tudo aquilo que “The Path Of Human Existence” prometeu e ainda consegue superar as expectativas. Curto mas com o tempo certo para este ser um dos grandes vícios de 2022.

9/10
Fernando Ferreira


Meshuggah – “Immutable”

2022 – Atomic Fire

A ousada frase do lendário Devin Townsend “we all rip off Meshuggah!” certamente que fez tremer os alicerces do universo da musica mais pesada, a frase entendida de forma literal certamente que nos remete para o campo do exagero no entanto no seu significado mais metafórico talvez tenha algum fundamento pois o icónico quinteto sueco já há alguns anos que personifica a imagem do Metal pós 2000. Dotados de uma técnica, intensidade gravitacional e sincronismo ímpares os Meshuggah tem de facto feito uma incrível evolução musical desde um longínquo e bizarro Thrash Metal até a actual fórmula de Math Metal decorrente da sua singular abordagem ao Progressivo aditivado com o infame Djent, exposto de forma formidável na memorável trilogia de álbuns “ObZen”, “Koloss” e “The Violent Sleep Of Reason”. Ora precisamente seis anos depois de “The Violent Sleep Of Reason” os féis da eucaristia do “metronomismo” estão de volta com ‘Immutable’, e se alguma coisa de facto permaneceu imutável é a assinalável qualidade técnica dos Meshuggah aliada a uma vertente de impetuosidade da qual a banda detém a patente. A tremenda e espessa vaga de polirritmia espelhada na robustez, exigência técnica e temeridade de temas como ‘Ligature Marks’, ‘I Am That Thirst’, ‘Light The Shortening Fuse’ fazem de ‘Immutable’ mais um fantástico capítulo desta emblemática banda.

8.5/10
Jorge Pereira


Revenge Of The Fallen – “Echo Chambers”

2022 – Edição de Autor

Álbum de estreia dos Revenge Of The Fallen, uma das mais batalhadoras bandas de metal alternativa nacionais. E é bom ver que a perseverança e o trabalho árduo dão bons frutos para quem não desiste e também tem talento. “Echo Chambers” é uma poderosa estreia e também uma importante peça na formação da identidade da banda que a vê aqui mais expandida para outros campos. Se alternativo é tão vago quanto groove, a banda assume a pele mais metal com alguns momentos a beirar o metalcore e outros com a nostalgia do nu metal. No entanto no geral, é um álbum dinâmico – principalmente nas vocalizações de Cláudio Dos Santos – e mais um passo em frente, e muito importante, por parte da banda portuguesa.

8/10
Fernando Ferreira


Mean To You – “Strong”

2021 – Edição de Autor

Banda alternativa que nos chega do Luxemburgo com som bem sólido e produção a condizer. Destaque para o instrumental. Já a voz apesar de serem boas, acabam por ser um bocado genéricas, com o sotaque a soar como um element de distracção e a impeder uma melhor performance. As guitarras, principalmente a solo, destaca-se mesmo neste EP que tem um bom conjunto de canções e que tem muito por onde crescer..

6.5/10
Fernando Ferreira


Agora na Google Play Store

Support World Of Metal
Become a Patron!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.