WOM Reviews – Gary Moore / Christian Shields / Spoonman / Barbara Black / Nick Giannakos / Void Inn / Hellrazor

WOM Reviews - Gary Moore / Christian Shields / Spoonman / Barbara Black / Nick Giannakos / Void Inn / Hellrazor

Gary Moore – “Live From London”

2020 – Provogue Records

Gary Moore não precisa de apresentações para ninguém. A sua classe na guitarra, sobretudo quando o assunto era blues, é lendária. Pelo que um álbum ao vivo do guitarrista irlandês nunca é sentido como “mais um”, embora ele já tenha bastantes. Este “Live From London” teve a particularidade de não ter feito parte de nenhuma digressão e de ter sido um dos últimos que deu – o concerto foi no final de 2009 e Moore viria a falecer no inícios de 2011. Um ambiente que se percebe intimista e o brilhantismo a vir de sempre ao de cimo. Aquelas “Have You Heard” e “Still Got The Blues” até arrepiam sem esquecer obviamente a sempre arrepiante “Parisienne Walkways”.

9/10
Fernando Ferreira

Christian Shields – “This Is Rock’N’Roll”

2020 – Shields Records

Álbum de estreia do músico norte americano, é feita com um disco cheio de rock’n’roll tocado com toda a adrenalina. A sua música é mais uma daquelas que na está no tempo errado e digo isto, não para menosprezar o trabalho, bem pelo contrário, porque acho que este disco lançado na época de ouro dos anos 80, teria selo de sucesso garantido.

Músicas de fazer o pessoal saltar, as cabeças abanar, sente-se muita energia e vibração em cada riff e desejo que seja desta que Christian vença na sua carreira a solo. Há neste disco muito para explorar e por vezes sentir voltar atrás no tempo, de mente e peito feitos à vida daqueles riffs.

9/10
Miguel Correia

Spoonman – “The Adamant”

2020 – Dreamfarm Records

Frank Spoon Botten é um músico norueguês, que nos traz uma proposta musical longe definida como hard rock, mas longe daquilo que são as linhas tradicionais da sonoridade. Não é um som fácil de entrar, não tem aqueles refrões catchy, mas que tem qualidade, tem!

Cada música transmite o peso daquele rock’n’roll, sujo, direto, tocado com tudo, longe do foco comercial, transformando cada uma delas em algo único. “The Adamant”, reforço não é um disco para qualquer um ouvir ou pelo menos se o vão fazer preparem a mente para o que Frank Spoon tem para vos dar!

8/10
Fernando Ferreira

Barbara Black – “Love, Death & Flies”

2020 – Rock Estatal Records

Hard rock raçudo e com alma com uma voz mais que competente a liderar. É assim que podemos descrever os Bárbara Black, banda que tem a figura de Bárbara no centro das atenções. E é merecido já que a sua voz e atitude são igualmente poderosas. Adicione-se um bocado de peso metal a um feeling de rock sulista e então a coisa fica mesmo no potno. Banda experiente em pouco tempo de actividade – que é bem notório neste conjunto de temas – num álbum que nos prende a atenção sem qualquer tipo de dificuldade. Fico com a sensação de que poderão fazer algo ainda melhor mas este trabalho já é destaque na curta carreira da banda espanhola.

8/10
Fernando Ferreira

Nick Giannakos – “The Alchemist”

2020 – Pure Steel Records

Não há muita informação sobre esta banda, o que de certa forma, até faz sentido de uma forma poética, já que é uma proposta de rock/metal instrumental. Sabemos no entanto que Nick Giannakos é o guitarrista de bandas como Wretch e Destructor. Não é um álbum revolucionário mas ainda assim bem agradável para quem gosta da guitarra a dominar uma canção. Não temos acrobacias de deixar o queixo caído mas temos extremo bom gosto nas melodias. Acaba por ser refrescante dessa forma.

8/10
Fernando Ferreira

Void Inn – “End This Game”

2020 – Edição de Autor

Os norte-americanos Void Inn apresentam-se com um som que tem tanto de hard rock como de rock alternativo, ou seja, a voz tem o palco principal e nesse aspecto Jelena Vujanovic segura muito bem a barra assim como as guitarras dão um toque especial, uma mistura entre Black Sabbath e Alice In Chains. Som coeso e forte que se espalha por seis músicas que compõe este EP. Não será o suficiente para os colocar no mapa mas dá um empurrão para o próximo trabalho.

7/10 
Fernando Ferreira

Gypsy Pistoleros – “The Greatest Flamenco Sleaze Glam Band Ever”

2020 – Riot Records

Por onde começar para descrever isto? Bem, o nome já diz muito e não há aqui publicidade enganosa, é mesmo o que temos. Rigorosamente e literalmente. Até mais do que está dito no título, já que a abrangência vai bem mais além do que o flamenco, englobando uma série de géneros e influências da música latina (principalmente da América Latina), além de ser cantado em castelhano. Depois temos a base no rock (meio apunkalhado) e  uma atitude sleaze – a parte do glam não dá para sentir bem mas vamos acreditar que sim tendo em contra as letras. Algumas surpresas como a cover de Ricky Martin, “Livin’ La Vida Loca”, mas no geral este é uma compilação que peca pela falta de dinâmica, sendo que o registo ao longeo de quase setenta minutos é quase linear, com algumas poucas excepções. É algo que resulta para mostrar aos amigos como curiosidade mas que é excessivo para ouvir dezoito temas.

6.5/10
Fernando Ferreira

Hellrazor – “Heron No More”

2020 – Edição de Autor

Os nomes Kiss, Tygers Of Pan Tang e Diamond Head surgiram como referência a este álbum mas não houve nada deles que se possa encontrar, na nossa opinião, nas músicas aqui contidas. O ambiente causado pela produção coloca-nos mais perto do pós-punk do que propriamente de algo parecido com o hard rock ou heavy metal. A voz também não ajuda (nada), restam apenas riffs e alguns solos de guitarra que são realmente inspirados. É pena, noutro contexto e sobretudo com uma outra voz, poderíamos encontrar aqui um álbum de hard’n’heavy.

6.5/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.