WOM Reviews – Organic / Mors Verum / Kryptonomicon / Evil Damn

WOM Reviews – Organic / Mors Verum / Kryptonomicon / Evil Damn

Organic – “Where Graves Abound”

2021 – Testimony

Regresso dos italianos Organic para uma segunda ronda de porrada death metal. Daquela que até dá gosto, especial gosto para quem aprecia da variante sueca da coisa. Aquela gravilha toda na distorção da guitarra é logo um chamariz para quem não resiste a este tipo de coisas. E mesmo sabendo que este é um mundo sobrepovoado, os padrões de avaliação não deixam de ser os mesmos: fazendo a coisa como deve ser, se tiver qualidade, vai aparecer no nosso radar. E se for mesmo bom, então de certeza que vai permanecer por lá. Até agora, por tudo o que fizeram, os Organic e sobretudo este “Where Graves Abound” tem tudo para pertencer a esse lote restrito.

9/10
Fernando Ferreira

Mors Verum – “The Living”

2021 – Total Dissonance Worship

Regresso deste interessante projecto internacional que nos traz death metal dissonante e claustrofóbico. Uma abordagem que até à partida poderia não me despertar efeito (isto das dissonâncias acerta tanto como falha nos meus gostos pessoais) mas que consegue ser eficaz ao juntar um sentido melódico que faz bom uso dessas dissonâncias. Melódico sem descurar a brutalidade, como é ilustrado tão bem em temas como “Death’s”, onde os dois estão muito bem conjugados. Sofrendo do mal dos EP’s (ser curto), este é um lançamento que cumpre o seu propósito e torna-se apetecível rodar constantemente.

8.5/10
Fernando Ferreira

Kryptonomicon – “Nekromantikos”

2021 – Punishment 18

A intro “Nekromantikos” tem o potencial de capturar logo todos os fãs de Celtic Frost que ficaram irremediavelmente marcados pela “Innocence And Wrath”. E o que se segue faz a devida referência e reverência por muitas ocasiões, incluindo, claro está, os inevitáveis “Ugh!” que são explorados na medida certa. Claro que haveria espaço para o rip off, com o início da “Zeper” a lembrar a clássica “Circle Of The Tyrants”. Os maneirismos estão cá todos e nesta coisa da paixão até se perdoa – é mais fácil culpar rip offs quando há uma moda de alguma tendência específica do que o fascínio pela sonoridade de uma banda que influenciou grande parte do death, black e doom metal. Os fãs de Celtic Frost vão adorar.

7/10
Fernando Ferreira

Evil Damn – “Necronomicon”

2021 – Hells Headbangers

Evil Damn é um nome que já anda nisto há já décadas mas apenas agora edita o seu primeiro álbum. Este primeiro álbum da banda do Peru não surpreende em nada quem já os conhecia do undergroun. Death metal bruto e enegrecido, com aquele fascínio a Lovecraft que nos faz pensar logo em Morbid Angel (logo pelo logotipo) mas depois musicalmente até nem tem muito a ver. É death metal unidimensional e orgânico que demonstra que tem qualidade para não se ir abaixo na luta com a feroz concorrência e o facto de ser old school poderá trazer-lhe algumas vantagens perante os que se orientam por essa bússola.

6.5/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.