WOM Reviews – Sensor / Institution D.O.L. / The Lonely Harps Club / Drug Couple

WOM Reviews - Sensor / Institution D.O.L. / The Lonely Harps Club / Drug Couple

Sensor – “Crossfade Frequencies”

2021 – Edição de Autor

Primeiro trabalho dos Sensor em 2021 e também o primeiro numa vertente diferente. Pegando no que foi registado em sessões de Jam anteriores, o colectivo juntou aqui numa peça única que tem um fio condutor bem construído e idealizado, sendo para isso fundamental o uso dos elementos mais abrasivos do noise e industrial. É a potencialidade do projecto a ser aumentada exponencialmente. Continua a ser algo de audição difícil mas sente-se que o potencial previamente explorado é elevado a novos patamares de eficácia. Uma viagem recomendada para quem está farto/a da conformidade.

8.5/10
Fernando Ferreira

Institution D.O.L. – “The Thelema Tales”

2021 – Edged Circle

Grande viragem estilística por parte da entidade conhecida como Institution D.O.L., mais conhecida por ser uma força no campo do power electronics/industrial e que aqui, unido ao pianista Wolfgang J. Eder nos traz algo mais próximo do ambient sinistro e ao mesmo tempo também cheio de esperança. É um álbum que tem tanto a oferecer como os momentos de instrospecção que promove. Tem feeling de ser uma banda sonora e é fácil para nós preenchermos os espaços em branco (ou seja, as imagens que nos faltam). Não será um disco que qualquer fã de metal vai apreciar, nem qualquer fã de música, mas os que gostam da forma como a música é uma linguagem que promove viagens que se saia do mesmo sítio, este será sem dúvida um álbum imperdível.

8.5/10
Fernando Ferreira

Sensor – “Where Do Ghosts Go When They Die?”

2020 – Edição de Autor

Segundo álbum do colectivo experimental português Sensor que nos traz mais quatro faixas longas de deambulações musicais onde o free jazz continua a ser a principal arma escolhida. Escolhida e muito bem aplicada. O minimalismo está mais presente e sobretudo no uso inteligente dos espaços silenciosos (por muito pseudo-intelectual que possa parecer, menos é mesmo mais em algumas ocasiões). Não sendo de fácil audição para o comum mortal, há por aqui um espírito ambient muito peculiar. Especial menção para o trabalho de bateria por Raúl Silva que é hipnótico nas nuances e na forma como funciona como maestro para tudo o resto.

8/10
Fernando Ferreira

Sensor – “And There Is No Longer Any Land”

2020 – Edição de Autor

Terceiro álbum dos Sensor – e terceiro em 2020 e no mês de Maio, o que por si só é testemunho para a proficuidade do colectivo – e mais quatro temas aventureiros pelo espírito jam do free jazz e da música instrumental e experimental. A primeira nota é a forma como os ambientes estão muito bem construídos. “Got One Last Payment To Go” é uma peça que seria perfeita para ilustrar um momento de tensão (agonizante tendo em conta que se prolonga por mais de onze minutos) num thriller psicológico. E ambientes ou ambient é o termo chave, porque este é provavelmente o disco que, até então, melhor alusão faz ao género. Um ambient opressivo e ameaçador mas ainda assim, ambient. Mesmo nos momentos em que as portas do inferno se abrem e o caos se instala. O que acontece frequentemente. Experimentalismo interessante e viciante.

8/10
Fernando Ferreira

The Lonely Harps Club – “Long Game”

2021 – Epictronic

Ora aqui está algo inesperado. Tal como o nome sugere, estamos perante uma proposta musical onde a harp está no centro das atenções. A harpa e a voz de Julia Mascetii, a compositora e mentora deste projecto. Toda pop mas também alternativa onde os ritmos melancólicos e electrónicos se fundem para criar momentos que com uma outra roupagem poderiam estar num álbum folk. Também temos um momento de distorção que resulta muito bem – o single “Spin” é um dos melhores momentos altos do álbum. No entanto o alvo máximo deverá ser quem aprecia os ambientes cool do trip hop. Não é um álbum fácil de vender no contexto metal nem no contexto pop mas acredito que serão as mentes mais abertas do primeiro que vão ficar apaixonados pelo que “Long Game” tem para apresentar.

8/10
Fernando Ferreira

Sensor – “The Enjoyment Of Catastrophe”

2020 – Edição de Autor

Novo colectivo nacional que se junta para fazer música, da forma mais apaixonante que há: jam. A pura da jam. A junção de vários estilos que vão fluíndo de forma livre e hipnótica. Instrumental, com quatro longas faixas – todas acima da marca dos vinte minutos – onde o espírito do free jazz se une, sobretudo, ao industrial para deambular livremente. A audição poderá não ser fácil para o comum dos mortais mas para dias em que se sintam aventureiros e preferirem uma música ambiente que vos encha de tensão, esta é a escolha ideal.

7.5/10 
Fernando Ferreira

Drug Couple – “Choose Your Own Apocalypse”

2021 – Edição de Autor

O nome (e o título) é demasiado agressivo para a música que podemos encontrar aqui, mas a capa já dava alguma indicação. Algures entre o indie pop e o rock, “Choose Your Own Apocalypse” parece-se um pouco com música inconsequente, à qual nunca sabemos muito bem onde a colocar. Potencial radiofónico (quando as rádios ainda passavam música) e uma excelente voz é aquilo que salta imediatamente ao ouvido. Não sendo algo, prevejo, que se vá colocar a rodar, não lhe faltam méritos para ser aclamado por círculos indie.

7/10
Fernando Ferreira

Sensor – “Killing Of”

2020 – Edição de Autor

Quarto e último trabalho (calma) de 2020 dos Sensor, que traz mais três jams de free jazz e noise. “Killing Of” é, dos trabalhos que ouvi até agora, o menos interessante. O ponto forte dos anteriores, além da musicalidade desafiante, era o som cristalino e envolvente. Algo que aqui simplesmente não há. A gravação é algo precária, com o volume bastante reduzido e baço, sem clareza o que faz com que alguns dos pormenores – e aqui há sempre muitos. Felizmente existem excepções, como a “Honey, You’re A Low-Life”, onde o ambiente de filme noir está em alta e é eficaz. Apesar do som mais baixo.

6/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.