Wovenwar – “Honor Is Dead” Review

01. Confession
02. Censorship
03. Honor Is Dead
04. Lines In The Sand
05. World On Fire
06. Compass
07. Stones Thrown
08. Cascade
09. Silhouette
10. Bloodletter
11. 130
Duração 38:43
Com toda a situação estranha dos As I Lay Dying e a prisão do seu frontman, os restantes músicos tiveram que começar de novo e estes Wovenwar são o resultado vísivel (não contando com a surpresa que foram os Poison Headache que também conta com Phil Sgrosso) que tiveram no seu álbum auto-intitulado de estreia um trabalho que conseguiu atrair as atenções de todos, quer na crítica quer nos fãs dos As I Lay Dying embora se assumissem como uma proposta substancialmente diferente, assim como este “Honor Is Dead” se aprofunda nessa mesma diferença.
Aquilo que “Honor Is Dead” nos transmite logo à partida é que a banda está disposta a ir mais longe na adocicação do seu som do que aquilo que os As I Lay Dying, e existem muitas concessões nesse sentido. A faixa de abertura “Confession”, com os seus arranjos electrónicos assim como o aspecto sónico pop-baladesco de “Compass” são excelentes exemplos deste facto. Por um lado é positivo, porque mostra que a banda não quer ficar presa às concepções e limites óbvios do metalcore, mas por outro lado, as soluções apontadas não são melhores nem tão distantes assim.
Claro que continuamos ter a energia bem típica que a banda já nos habituou como a frenética e intensa “Cascade” que é de longe o momento mais interessante que por aqui temos. E ficamos numa encruzilhada já que é bom ver músicos que querem desafiar-se a si próprios e aos seus fãs, indo por caminhos nunca antes navegados. O problema é que o resultado não é tão entusiasmante como isso e é capaz de alienar todos os que gostavam de As I Lay Dying e até do álbum anterior. Provavelmente isto é drama a mais, e quem gostou vai continuar a gostar. No nosso caso, como a estreia, apesar de agradável, não nos marcou, este segundo trabalho, marca menos ainda.
Nota 5/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.