Alter Bridge – “The Last Hero” Review

1. Show Me The Leader
02. The Writing On The Wall
03. The Other Side
04. My Champion
05. Poison In Your Veins
06. Cradle To The Grave
07. Losing Patience
08. This Side Of Fate
09. You Will Be Remembered
10. Crows On A Wire
11. Twilight
12. Island Of Fools
13. The Last Hero
Duração 68:17

2016 Napalm Records 

Temos que confessar que nunca achámos os Alter Bridge nada de especial, principalmente por ter aparecido das cinzas dos Creed, uma banda que nos irritava particularmente. No entanto, a partir do momento em que temos como música a nálise e promoção da música, há certos desafios que não voltamos as costas, principalmente aqueles que vão ao encontro com os nossos gostos pessoais. E foi com esta perspectiva que avançámos para este “The Last Hero” que é já o quinto álbum da banda norte-americana. E foi graças a esta perspectiva que nos surpreendemos muito logo com o tema de abertura, “Show Me The Leader”, que não só é agradavelmente pesado como demonstra uma guitarra solo bem frenética para os padrões que tínhamos estabelecido na nossa mente – ou seja, algo parecido com Creed.
E é neste momento que nos apercebemos de tudo aquilo que potencial perdemos para trás, no entanto, e parafraseando Magda, “não adianta chorar sobre leite desmamado”, optamos primeiro por nos concentrarmos neste “The Last Hero”. É um álbum que se houve muito bem, mesmo que possa ter aqui alguns dos tiques modernos que se tornaram alérgicos hoje em dia. No entanto, a sensação que se tem aqui é que esses mesmos tiques modernos são usados para o “bem”. Nem tudo é perfeito e os fãs de heavy metal tradicional serão os primeiros a pôr de parte tanto esses tiques como a própria abordagem vocal de Myles Kennedy, que depois de algumas músicas poderá começar a cansar.
Mas isto são apenas tentativas desesperadas de dizer que há algo de errado com este álbum, com esta banda. Não há. Haverão sempre pessoas que gostam e outras que nem tanto, mas se a banda tem essa conotação com tudo o que é mau no metal moderno, pelo seu passado ou pelo quer que seja, não é preciso ouvir muito de “The Last Hero” para se ficar convencido que essa conotação é errada. Um excelente trabalho instrumental – mesmo pesado, podendo ser apelidado de heavy metal sem problemas, mesmo que existam algumas músicas mais acessíveis como “My Champion” e “You Will Be Remembered”. Não sendo perfeito (parece-nos algo longo demais), é uma excelente surpresa.
Nota 8/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.