Os Filhos do Metal – Concertos Ao Vivo

Por Duarte Dionísio
(Filhos do Metal – À descoberta do Heavy Metal em Portugal)
Blog // Facebook

Um dos momentos mais impactantes para os músicos e para o público é sem dúvida o concerto ao vivo. Apresentar as músicas, que foram compostas e escritas com dedicação, num palco perante dezenas, centenas ou milhares de espetadores representa a criação de um elo de comunhão entre músicos e fãs. A energia e a adrenalina geradas num concerto ao vivo resultam em momentos memoráveis. A entrega e a partilha são as razões de ser de uma banda ou artista, que perante o seu público comprova as suas capacidades criativas e técnicas. Um concerto ao vivo representa liberdade, arte, cultura e até descoberta. A imagem que trazemos do palco, dos cenários, da iluminação e dos músicos é marcante e transcendente. A potência sonora tem um impacto único nas nossas entranhas. Até os aromas e odores que experimentamos num concerto ao vivo são singulares. Tudo isso fica impresso na nossa memória e perdura no tempo. As sensações que experienciamos, em conjunto com um público ávido de alimento musical, são vividas de forma intensa, que só um concerto ao vivo nos proporciona.

Devido à pandemia da Covid-19, há mais de um ano que têm vindo a ser cancelados e adiados inúmeros concertos e festivais. Foram escassas as exceções onde foi possível realizar alguns concertos, mesmo de Heavy Metal, com todas as condicionantes impostas pela DGS (Direção Geral de Saúde). Por certo, algumas salas de pequena dimensão não voltarão a abrir portas. Estas que acolhiam concertos de bandas em início de carreira. Este é um assunto deveras preocupante e já abordado em muitas ocasiões. Perante tudo isto, como enfrentamos a atual situação? Tem sido difícil para muitos dos profissionais que viram e veem os seus rendimentos reduzidos a zero. Mas também para os que não sendo profissionais, sentem a falta da liberdade e partilha que os concertos ao vivo proporcionam. Por isso, tem sido com enorme dificuldade que enfrentamos esta forma de estar na vida.

No entanto, têm aparecido algumas iniciativas que tentam colmatar um pouco a falta de concertos ao vivo. Refiro-me às atuações exibidas em streaming, gravadas ou ao vivo. Ora se por um lado esta foi a solução encontrada por alguns para, de certa forma, continuar a oferecer música ao vivo aos fãs. Por outro lado, há os que não se revêm neste recurso. Seja qual for a opinião de cada um, uma coisa é certa, os concertos em streaming através de plataformas digitais não oferecem tudo o que mencionei em cima sobre um concerto ao vivo. Estão muito longe de oferecer a verdadeira experiência orgânica e real da música ao vivo. No que ao Heavy Metal diz respeito, ainda maior é o fosso entre o digital e o orgânico. Um parece falso e outro verdadeiro. Não nos resta outra solução senão aguardar pela imunidade de grupo e eventual erradicação da doença, ou qualquer outra solução intermédia que nos permita estar num recinto em simultâneo com muitas outras pessoas e sem restrições. O futuro não deve passar pela realização de concertos apenas com lugares sentados, com distância de segurança entre pessoas e lotações limitadas. Nem muito menos concertos emitidos pela internet. Para além não existir viabilidade financeira para estes formatos, nós queremos voltar a sentir o que um verdadeiro concerto ao vivo nos proporciona.


 

Agora na Google Play Store

Support World Of Metal
Become a Patron!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.