Vader – “The Empire” Review

Comprar Vader – “The Empire” na EMP

Comprar vinil Vader – “The Empire” na EMP

1. Angels of Steel
2. Tempest
3. Prayer to the God of War
4. Iron Reign
5. No Gravity
6. Genocidius
7. The Army-Geddon
8. Feel My Pain
9. Parabellum
10. Send Me Back to Hell
Duração 33:08

2016 Nuclear Blast

Uma carreira impressionante por uma das mais importantes bandas que serviu para quebrar as barreiras impostas pela cortina de ferro e levar o metal às terras de leste – e também a trazer do leste muitas bandas de metal. Os Vader chegam ao décimo primeiro álbum já sem terem a necessidade de provar a alguém o quer que seja. Com o thrash metal a cada vez a marcar mais presença no seu som, o que antecipamos é um sólido trabalho de death/thrash metal e é precisamente isso que temos. E um dos seus melhores, acrescente-se.
Para quem achava que a banda estava constantemente a pisar os mesmos terrenos, “The Empire” vai servir como uma lufada de ar fresco. Não é que traga nada de propriamente original, afinal o que há para inventar em relação ao death/thrash? É apenas o foco. Esta é a grande palavra que temos aqui. Os Vader demonstram estar com o seu foco ao máximo em fazer grandes malhas mas mais que isso, em fazer um grande álbum – e não apenas uma colecção de músicas soltas. Isso talvez aconteça devido a ser um álbum pequeno, mas a verdade é que este trabalho é perfeito porque consegue ser dinâmico e ao mesmo tempo brutal – quantas propostas unidimensionais tivemos que foram prejudicadas pela sua falta de dinâmica?
Relebrando o mítico “Litany” mas com um espírito mais abrangente – e uma produção bem mais orgânica, este “Empire” assume-se como um dos pontos altos da carreira do grupo polaco, que mostra que não estão a descansar sobre as glórias passadas. Provavelmente a meia hora mais bem passada dos últimos tempos, temos aqui material para rodar consecutivamente horas a fio sem demonstrar o sinal de cansaço, onde até uma piscadela de olho à “Marcha Imperial” da Guerra das Estrelas soa brutalmente bem – ouvir a “Genocidius”, totalmente apropriada a escolha. Obrigatório.

Nota 9.7/10


Com o apoio de

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.