WOM Electric Eye – Subversive – “Leviathan” (Bónus “Alethea”)

Os tempos actuais são tão conturbados que mesmo o mais calmo dos calmos, acabou por ver o seu dia-a-dia perturbado. E por isso alguma demora na publicação deste artigo que já estava previsto ter sido elaborado há muito mais tempo. Não há espaço para lamentações e a música é mesmo o mais importante, principalmente quando é representação de mais um nome a surgir no nosso underground. Falamos dos Subversive que lançam o vídeo “Leviathan”, o segundo single de avanço para a estreia (prevista para o Verão, esperemos que não tenha sido prejudicada por tudo isto) “Dissonance”, que foi o nosso primeiro contacto.

Falemos do vídeo primeiro. “Leviathan” apresenta-nos o formato clássico de vermos a banda a tocar. Algo que é bastante comum mas que na minha opinião mas que acaba por ter um forte impacto, tão forte quanto a música. Neste caso – bastante forte. Filmagem de grande qualidade, registada numa espécie de fábrica de cerâmica abandonada – ou algo do género, não interessa o sítio ao certo e sim o ambiente que provoca – com a luz a querer rasgar a escuridão. Por vezes a simplicidade é mesmo a melhor arma para usar a criatividade. O vídeo foi registado por Valter Ramos e editado por Miguel Mateus e poderão vê-lo abaixo.

Em termos de música, “Leviathan” é um grande tema. Dentro da corrente de alguns projectos e bandas nacionais que temos tido ultimamente, os Subversive não pertencem a uma categoria estanque e têm elementos de alternativo mas como também de progressivo, com grandes músicos. Virtuosismo, um bom solo de guitarra, boas melodias e claro, uma excelente voz. Tudo isto a aliar-se perfeitamente para nos fazer crescer a antecipação em relação ao álbum que aí vem. Parabéns a David Pais (voz), Miguel Mateus (guitarras), Miguel Branco (baixo) e Xinês (bateria). E o impacto foi tão grande que tivemos que ir procurar mais. E os Subversive parece que estão a usar de forma inteligente os meios digitais à sua disposição, porque não só têm um canal de youtube como também estão a usá-lo de forma inteligente. Abaixo ainda a perspectiva de David em relação a este tema.

Temos também o primeiro single, “Alethea”, que também têm uma abordagem algo semelhante ao de “Leviathan”, em termos de vídeo com algumas nuances. A diferença acaba por ser nos planos que acabam por se concentrar mais, tal como a música em si, em David Pais, que tem aqui uma abordagem mais agreste em termos vocais e a dicotomia com a sua voz melódica. A vertente mais progressiva a estar mais em evidência assim como também o peso mais metálico. Novamente, um grande vídeo e um grande tema. Dois bons indicadores para “Dissonance”. Podem conferir o vídeo, igualmente realizado por Valter Ramos e editado por Miguel Mateus, abaixo:

Mantenham-se atentos aos Subversive porque de certeza que vão trazer muitas boas notícias (ou seja, boa música) em breve. Entretanto acompanhem-nos no Instagram, YouTube e no Facebook.


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.