WOM Electric Eye – Thragedium – “Lucefécit”

Os Thragedium estão de volta. Como temos acompanhado nos últimos tempos, a mítica banda portuguesa regressa após um longo hiato e “Lucefécit” é o primeiro avanço do novo álbum auto-intitulado, que tem edição prevista para ainda este ano através da Ethereal Sound Works. O vídeo foi gravado na Praia da Adraga em Fevereiro 2020 por Marta Pereira e teve edição de JPF e poderão apreciá-lo abaixo.

A banda refere que este este tema é inspirado pelo culto a Endovélico, o Deus da Lusitânia e representa toda a abrangência e versatilidade sonora da actual configuração da banda, que volta a editar 20 anos depois do seu álbum de estreia “Theatrum XXIII”. No seguimento da tradição que a banda sempre defendeu foram utilizadas neste tema guitarras portuguesas, cavaquinho, adufe, percursões do Médio Oriente e Kantele.

Musicalmente, este tema é um luxo. tendo conseguido ter toda uma aura ritualista que nunca tinha sido muito explorada pela banda. Os instrumentos tradicionais têm mesmo um papel mais preponderante mas também ajudam a salientar esse lado mais místico. E tudo tem razão de ser, nada é forçado. O vídeo em si é simples, onde o preto e branco acaba por reforçar o carácter dramático do tema. É um primeiro avanço promissor que deixa em aberto uma expectativa enorme em relação ao que aí vem. Sem dúvida que este é um dos álbuns mais aguardados no nosso underground para 2020.

Sobre “Lucefécit” a banda comenta:
“A nossa primeira nova música intitulada Lucefécit é inspirada pelo culto a Endovélico, o Deus da Lusitânia, o Deus Muito Bom. Serpenteando em volta do santuário da Rocha da Mina, na freguesia de Terena, no Alandroal, existe um corso de água denominado Lucefécit. A estranha toponímia levou a várias teorias mas os devotos a Endovélico terão utilizado a sua água de forma a “lavarem-se” da sua vida em preparação à experiência iniciática na qual receberiam o oráculo de Endovélico. Pernoitando ali, invocariam sonhos proféticos ou a aparição em sonhos do próprio Endovélico,como figura negra em estranhos rituais, onde é sentida a presença de javalis – animal associado a Endovélico. Deus da cura e da medicina, venerado e amado nessa faceta luminosa é, na sua faceta mais primordial um deus ctónico, subterrâneo, responsável pela segura passagem entre este mundo e o outro. Esta é a nossa homenagem, invocação e humilde tentativa de capturar a presença oculta de Endovélico e atmosfera de um local sagrado onde a luz e a escuridão se fundem.”

Facebook / Instagram / Myspace / YouTube


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

1+

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: