WOM Reviews – Almanac / Her Name Was Fire / Wolf / Harem Scarem / Souls Of Tide / Pink Cigs / Peter Kovary & The Royal Rebels / Hardland

WOM Reviews - Almanac / Her Name Was Fire / Wolf / Harem Scarem / Souls Of Tide / Pink Cigs / Peter Kovary & The Royal Rebels / Hardland

Almanac – “Rush Of Death”

2020 – Nuclear Blast

Devo confessar que apesar de competentes, e apesar de ser fã de Victor Smolski, os Almanac nunca me entusiasmaram tanto como os Rage no período em que Smolski era uma das principais forças criativas – senão a principal. E agora, ao terceiro álbum tudo muda. Apesar de andar um bocado perdido quanto a vocalistas, apresentam-se ao serviço quatro e é um bocado difícil quem é que é convidade e quem é que residente. Mas seja como for, a música é sólida. Do mais sólido que Smolski tem apresentado a solo. E até mesmo para além disso. Som forte, músicas sólidas onde a melodia e poder convivem bem, onde as diferentes trazem valor acrescentado e não confusão. Também é refrescante termos as guitarras mais proeminentes do que algumas tendências sinfónicas. Mais poderosos que nunca, este é definitivamente o melhor trabalho dos Almanac até ao momento.

9/10
Fernando Ferreira

Her Name Was Fire – “Decadent Movement”

2020 – Raging Planet Records

Regresso em grande, explosivo mesmo. O duo português conhecido como Her Name Was Fire não tinham que nos provar nada, já estávamos rendidos à sua música com a estreia “Road Antics” que foi para nós um dos destaques do ano na nossa lista de melhores trabalhos de 2017. Não tem nenhum momento fraco e continua a ser a nossa melhor definição para o que entendemos ser rock. Ainda mais que a estreia, este é um conjunto de canções que não se esgota facilmente. Correcção, não se esgota! De todo! Vício garantido e um forte canditado a álbum rock de 2020!

9/10
Fernando Ferreira

Wolf – “Feeding The Machine”

2020 – Century Media Records

Finalmente! Novo álbum dos Wolf! Seis anos é uma eternidade principalmente quando uma das mais inspiradas de heavy metal não coloca nada cá fora. “Devil Seed” também não teve em nós o impacto desejado, mas “Feeding Machine” parece que faz com que nem tenha havido desilusão nem sequer seis anos de intervalo. É um álbum bastante energético e cheio de garra que é necessário ter para estes tempos mais complicados. A minha única queixa é mesmo a forma como acaba, com “Killing Floor” a ser algo low profile – sou da opinião que álbuns devem acabar com um estrondo – mas isso não invalida o nível altíssimo a que o trabalho como um todo coloca a banda. Se for para esperar seis anos, aguenta melhor que o anterior, mas também não é preciso descobrirmos isso pois não?

8.5/10
Fernando Ferreira

Harem Scarem – “Change The World”

2020 – Frontiers Music

Em tempos conturbados que se vivem este “Change The World” dos Harem Scarem é uma proposta a elevar as nossas energias, aliás vinda de uma da banda que já nos habituou desde sempre à sua qualidade, não será novidade receber um disco deste calibre. O riff de abertura de “Change The World” é o passo uma audição marcante, daquelas que ao longo da mesma, nos faz querer cantar refrão como se já o tivéssemos ouvido anteriormente, que nos faz sorrir perante as adversidades vividas neste momento. Este disco é o passo mais lógico a ser dado pelos Harem Scarem, mostrando que estão em forma e que a dupla Harry e Pete continua a manter a sua genialidade. Muito poderia mais dizer, mas acreditem este é um enorme disco e sei que o legado de fans da banda irá ficar muito satisfeito com “Change The World”.

8.5/10
Miguel Correia

Souls Of Tide – “Black Magic”

2020 – Mighty Music

Com lançamento previsto para 22 de Maio, “Black Magic” torna-se no segundo trabalho de longa duração oficial dos Souls Of Tide, banda oriunda da Noruega. É um disco potente, com linhas rockeiras, bem conseguidas, modernas, que na minha opinião saem reforçadas pela capacidade vocal de Vegar Larsen, muito sólido e versátil no seu desempenho. São oito temas, numa audição divertida, enérgica e que deixa vontade de voltar atrás para se repetir. Partivularmente, gosteid e “Voodoo Ritual”, “Firegirl” e “Black Magic”, mas não se deixem enganar por estas sugestões porque o disco é completo, equilibrado  e acreditem que destacar estas três faixas não foi nada fácil. Recomendo!

9/10
Miguel Correia

Pink Cigs – “Pink Cigs”

2020 – Edição de Autor

Uma sonoridade heavy rock, nitidamente inspirada pelo que se fazia nos anos 70. Ouvir este disco é algo muito transcendente, pois tem a capacidade de nos levar até aqueles anos do rock, cru, sujo gravado sem grandes artefactos, muito direto. “Pink Cigs” é uma proposta a ter em conta para os fans do género, não sendo uma referência tendo em conta outros lançamentos, mas se lhe derem uma oportunidade não vão, certamente, dar o tempo como perdido. Há bons riffs, a produção está bem conseguida e o resultado final não sendo deslumbrante deixa boa impressão.

8/10 
Miguel Correia

Peter Kovary & The Royal Rebels – “Fly Forever”

2020 – Gund Records

The origem húngara, Peter Kovary & The Royal Rebels apresenta “Fly Forever”, um disco de rock, com aqueles elementos clássicos bem presentes em cada linha. Senti que eles são daquelas bandas que deve funcionar bem ao vivo, pois o som praticado é muito direto, dinâmico e qua faz deles uma banda que num palco só precisa de…tocar! Percebi que Peter Kovary é o motor que faz a máquina andar e olhem que inspiração não lhe falta sendo o resultado final interessante e equilibrado.

8/10
Miguel Correia

Hardland – “In Control”

2019 – LO41 Records

Os Hardland são uma banda curiosa. Em termos sonoros isto é. Por um lado têm algo nas suas melodias de muito tradicional, na onda do hard rock da década de oitenta mas depois conseguem ter também um feeling alternativo muito típico da década de noventa. Não é nada de novo, é certo, mas a música é mesmo muito boa, uma excelente surpresa que nos preenche bem mais do que se antecipava, até mesmo pela descrição de hard rock alternativo. Bons temas para ouvir na descontra.

7/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.