WOM Reviews – Dee Snider / Cruz de Ferro / The Riven / Fishead / Helloween / Garden Of Sinners

WOM Reviews - Dee Snider / Cruz de Ferro / The Riven / Fishead / Helloween / Garden Of Sinners

Dee Snider – “For The Love Of Metal Live!”

2020 – Napalm Records

Mantenho aquilo que disse, o último álbum a solo de Dee Snider é um excelente trabalho de heavy metal e as rendições que estão aqui presentes mostram precisamente isso. Heavy metal com tomates! Claro que quando falamos de Dee Snider e de um álbum ao vivo, é inevitável termos clássicos dos Twisted Sister e que esses se mantenham no centro das atenções – e sejam os mais procurados. Para quem gosta de ambos, este é mesmo o melhor de dois mundos. Som forte e que nos faz esquecer por vezes que estamos a ouvir um trabalho ao vivo – não sei se terá sido intencional ou não – tirando as partes em que são exigidas as prestações vocais do público do Bloodstock. Além de uma cover de AC/DC (“Highway To Hell”), também temos a terminar um novo tema, “Prove Me Wrong”, cheio de power. Os tempos mudam e deixam a sua marca em todos nós. Apesar disso, Dee Snider continua uma referência dentro e fora dos palcos. Nota engraçada – Snider dedica a “Burn In Hell” aos Dimmu Borgir, provavelmente por terem feito uma cover dessa mesma música.

9/10
Fernando Ferreira

Cruz de Ferro – “Soldado Desconhecido”

2020 – Edição de Autor

EP que nos traz de volta os Cruz de Ferro depois de “Imortal” de 2018, desta vez com dois temas apenas. O tema título é um tema de heavy metal pesadão que facilmente consegue contagiar. Já o outro que acompanha, “Irmãos de Armas” é melancólico e não deixa de ter também o seu peso. Sempre bom para matar as saudades da banda que nos traz heavy metal cantado em português mas dois temas é manifestamente pouco. O que vale é que sendo lançamento digital, não se gasta. Para quem gosta de heavy metal, não há qualquer dúvida que este é obrigatório

8/10
Fernando Ferreira

The Riven – “Windbreaker / Moving On”

2020 – The Sign Records

Que coisa mais maravilhosa estes dois temas que nos trazem hard’n’heavy de excelência, extremo bom gosto. Simplicidade, tal como se estivessemos ali na fronteira da década de setenta para a de oitenta mas que mesmo assim nos soam completamente actuais e com um grande impacto. Um EP (ou single) à antiga mas que nos faz pensar que estamos mesmo a viver os melhores dias de sempre em relação à música que sai cá para fora – o resto… bem, o resto já se sabe como é que as coisas estão.

8.5/10
Fernando Ferreira

Fishead – “In My Hell”

2018 – Edição de Autor

EP que apresenta os brasileiros Fishead, banda dona de uma grande pujança, com um heavy metal moderno e cheio de groove. A banda talvez não seja desconhecida para os nossos leitores portugueses, já que eles fizeram parte do cartaz do Rock In Amadora deste ano, em formato stream. Três temas é sempre pouco para satisfazer a curiosidade. Ou melhor serve para satisfazer a curiosidade, não serve depois é para satisfazer o apetite que fica. Se o heavy metal for para evoluir, que evolua assim.

8.5/10
Fernando Ferreira

Helloween – “7 Sinners”

2010/2020 – Nuclear Blast Records

Há uma certa nostalgia para mim voltar a fazer a review deste álbum. Porquê? Porque foi o primeiro que analisei, fora do espectro pessoal e foi o início do caminho que me levou a este preciso momento agora. Dez anos passaram e agora temos este álbum reeditado. Dez anos este álbum continua a manter a classe. Com alguns dos momentos mais pesados da história da banda – “Are You Metal” continua a aparecer nas setlists da banda e a “Long Live The King” tem um fulgor que parece inesgotável. Alguns não envelheceram tão bem. Nesta reedição temos a vantagem de termos mais dois temas: “I’m Free” – retirado do single da “Are You Metal” – e “Faster We Fall” – faixa bónus na edição Japonesa. Indispensável na colecção de qualquer fã.

8/10
Fernando Ferreira

Helloween – “Straight Out Of Hell”

2013/2020 – Nuclear Blast

Depois de um “7 Sinners” poderoso, veio “Straight Out Of Hell”, originalmente editado pela Sony Music e agora reeditado pela Nuclear Blast. A tendência mais pesada mantém-se mas não é desvirtuada a melodia que já é marca registada – como a “World Of War” comprova de forma brilhante a fusão entre os dois. Bons temas e um trabalho sólido, mostrando que apesar de um começo modesto, esta formação materializou-se como das mais sólidas em termos criativos. Temos dois temas bónus, “Another Shot Of Life” e “No Eternity” que não são especialmente memoráveis mas também não são do pior que já ouvimos.

8/10 
Fernando Ferreira

Garden Of Sinners – “Truthsayers”

2018 – Edição de Autor

Interessante estreia dos franceses Garden Of Sinners (o nome não é o mais eficaz, admito). Heavy metal musculado, moderno (com algum groove à mistura) mas com capacidade para manter as coisas bem cruas. Bons temas, ainda que nem todos sejam memoráveis um bocado graças à voz que tem algumas fragilidades, mas o entusiasmo é honesto e nos dias de hoje, o que conta mesmo é a paixão genuína que se tem pela música que se faz. Destaque para o tema que encerra o álbum, o épico de oito minutos instrumental, “The Time Traveler”. Bom álbum e bom início.

7/10
Fernando Ferreira

Helloween – “Unarmed”

2010 / 2020 – Nuclear Blast

Para comemorar o vigésimo-quinto aniversário da banda, os Helloween fizeram algo que não foi bem para os fãs. Pelo menos não foi recebido de forma propriamente calorosa. E porquê? Porque a banda pegou nos seus maiores clássicos e recriou-os com uma roupagem, acústica, orquestral e pop. Não todas ao mesmo tempo, ou pelo menos não sempre. Se desligarmos o metalómetro por um bocado, consegue-se apreciar as versões de “Future World” ou o medley das três partes do “Keeper Of The Seven Keys” ou até mesmo a transformação radical da “Eagle Fly Free”, que contou com a participação de Harriet Ohlsson (ex-vocalista dos Hellsongs que transformavam músicas de metal exactamente neste tipo de registo). É um trabalho que ouve-se por graça mas que dificilmente vamos pegar nele para o ouvir. Do início ao fim. Vale como experiência e é recomendado apenas aos fãs mais fanáticos.

5/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.