WOM Reviews – Fortunate Losers / UxB / Unto The Wolves / A Dead Desire / Serum 114 / Project Renegade / Weg / Enoch

WOM Reviews - Fortunate Losers / UxB / Unto The Wolves / A Dead Desire / Serum 114 / Project Renegade / Weg / Enoch

Fortunate Losers – “Tidal Waves”

2020 – Golden Robot Records

Interessante mistura de referências que os Fortunate Losers nos trazem neste EP. A base é o rock, sem dúvida, mas temos fortes referências alternativas, umas mais modernas, outras mais apontadas para a cena de Seattle da década de oitenta e noventa. Bons riffs, uma boa voz e forte emocionalidade na mesma – que é sempre o que se precisa para que estas músicas ganhem uma nova vida. O tema título é uma representação perfeita disso mesmo. Fantástico.

8.5/10
Fernando Ferreira

UxB- “Westworld Crisis”

2020 – Demons Run Amok Entertainment

Conforme o mundo caminha cheio de vontade para o galheiro, é mais importante que nunca que tenhamos momentos como aqueles que este “Westworld Crisis” nos traz. Boa disposição com grandes temas e uma forte consciência social são o prato forte – aliás, essa consciência social está na base da sua existência, já que esta banda nasceu depois  dos U.S. Bombs terem acabado devido a diferenças políticas irreconciliáveis entre o vocalista e o resto da banda. Também não é preciso fazer muitas contas de cabeça para perceber onde é que as duas forças opostas se posicionavam. Rock Punk e com alguns momentos ska, temos aqui um excelente trabalho que recomendamos.

8.5/10
Fernando Ferreira

Unto The Wolves – “Year 3“

2020 – Edição de Autor

Os tempos realmente mudaram para a indústria musical. Cada vez mais surgem novas formas de chegar ao público, esse que apesar de supostamente mais receptivo, também é mais difícil de cativar e de manter esse interesse depois de conquistado. Este álbum dos Unto The Wolves consiste de doze temas, os quais foram apresentados aos faz do Patreon da banda, um por mês. Depois de todas apresentadas, a banda juntou-a todas num álbum que é sem dúvida um trabalho acima da média no que diz respeito ao estilo mais alternativo do metal. Bem produzido e moderno, com alguns toques modernos que poderão soar genéricos mas não colocam em causa ao trabalho como um todo. Recomenda-se.

8/10
Fernando Ferreira

A Dead Desire – “Confiding In The Oculist”

2020 – Edição de Autor

Mesmo sabendo que a cena alternativa, na sua génese, tem muito pouco a acrescentar ao que já foi feito – isto nos moldes tradicionais da coisa – é com grande impacto que este álbum será recebido por todos os que têm um fraquinho pelo rock cheio de sensibilidade que o estilo já nos habituou. Não há propriamente muitos nomes que nos surjam para estabelecer comparações, pelo menos nenhum que satisfaça a cem por cento. O que faz com que este álbum seja muito mais impactante do que aquilo que se esperaria. Nem todos as canções aqui são infalíveis. Existem algumas que passam ao lado, mas no geral é um álbum muito bem conseguido. E recomendado!

8/10
Fernando Ferreira

Serum 114 – “Im Zeichen Der Zeit”

2020 – Napalm Records

O punk alemão tem sempre o dom de me cativar. Não que seja difícil – basta ter bom som, boas malhas e atitude a condizer. Os Serum 114 são-me totalmente desconhecidos mas já têm um historial considerável, numa carreira de sucesso, pelo menos a nível do seu próprio país. A avaliar por este “Im Zeichen Der Zeit”, não me admiraria que esse sucesso transbordasse para fora do seu país. A língua será sempre uma barreira mas ainda assim este trabalho consegue fazer a ponte necessária para quem possa ter um problema em ouvir outras línguas para além do inglês. Punk rock melódico, muitas das vezes mais rock do que apenas rock, este trabalho conseguiu converter-nos e estamos em crer que conseguirá fazer o mesmo para os mais cépticos.

7/10
Fernando Ferreira

Project Renegade – “Order Of The Minus”

2019 – Edição de Autor

Esta foi uma boa surpresa. Se inicialmente, nos primeiros instantes da intro “The Big Boss” parecia que estávamos perante uma proposta de metal industrial genérica, depressa se percebe que os Project Renegade nos trazem uma boa dose de melodia muito graças à voz de Marianna. Poderão haver alguns momentos de déjà vú pelo groove e pelo tom moderno destes temas, mas é inegável a maneira como isto nos soa bem. Reconhecível mas também divertido. A identificação é imediata o que facilita a atracção. Claro que o lado crítico diz que será necessário no próximo trabalho algo mais próprio, próximo de uma identidade musical. Seja como for, soa bem e por agora chega.

7.5/10 
Fernando Ferreira

Weg – “90 Degrees”

2020 – Inverse Records

Curiosa proposta. Veio-nos com a indicação de que se tratava de rock alternativo. Se estão a pensar em algo arraçado de grunge, esqueçam. Mais depressa nos dá repentes de rock progressivo do que propriamente desse reino mas não é nada de muito seguro. Rock é de certeza e do agradável. Mesmo sem deslumbrar, deixa uma boa sensação. Ficamos é com pouco matéria para chegarmos a alguma conclusão definitiva, mas com vontade para ouvir mais.

6/10
Fernando Ferreira

Enoch – “Killing Starts Where Hate Begins”

2020 – Soundmass

Que regresso inesperado a longos tempos atrás. Mais concreto à era em que o nu metal dominava um pouco por todo o lado. Desde a distorção das guitarras em (pelo menos aparente) downtuning até à voz feminina ora angelical, ora levada da breca, é um grande déjà vú que temos por aqui, com Otep a estar no top da lista. Uma imagem, comparação, que é difícil de sacudir, apesar de algumas boas indicações que vamos tendo – o solo de “Stranger” cai especialmente bem. A banda neo-zelandeza é recente e por isso vamos depositar neles alguma esperança em relação à evolução. Aquilo que apresentam aqui não é particularmente entusiasmante.

5/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.