WOM Reviews – Hooks & Bones / Grimner / Airstrike / Miltos Maraton

Hooks & Bones – “Time Of Reckoning”

2022 – Wrecking Crew

EP por parte dos canadianos Hooks & Bones que têm mesmo o que é necessário para nos meter a mexer, com um hardcore que é tão intenso quanto brutal, a inspirar ao movimento. Este é o tipo de som que impede que se esteja parado mas não se trata de pegar apenas naquelas características mais básicas do hardcore e despejar tudo sem qualquer sentido. As músicas soam mesmo sólidas e com um toquezinho metal aqui e ali (sobretudo com os leads e alguns solos fugazes) torna-se mesmo um daqueles lançamentos que não conseguimos parar de ouvir e de abanar a cabeça ao seu som. E até erguer a mão a gritar “oooh oooh oh” na “Too Full” tal e qual como se estivessemos no meio de um concerto. Curto mas sempre a convidar para mais uma voltinha.

9/10
Fernando Ferreira


Grimner – “Urfader”

2022 – Despotz

A velha máxima do futebol “em equipa que ganha não se mexe” serve para tudo na vida e não deixa de ter a sua sabedoria eternal. Claro que muitas vezes, o não se “mexer” também leva a um longo período de decadência, mais ou menos perceptível para todos à volta. A equipa dos Grimner até teve uma mexidas desde o último disco que já data de 2018, com a entrada do baixista Damien Terry mas em termos sonoros, o que temos é o bom e velho folk metal, bastante inspirado e com a classe que se deseja. Se por esta altura este tipo de sonoridade não traz completamente nada de novo é totalmente verdade, também é verdade que valorizamos quando a identidade firmada não é trocada por outra coisa qualquer, até porque “Urfader” mostra a banda a fazer o que faz bastante bem. Um pouco longo mas ainda assim muita diversão folk metal à qual não deixamos de fazer a festa a cada audição.

8/10
Fernando Ferreira


Airstrike – “Power In Your Hand”

2022 – Edição de Autor

Trabalho de estreia por parte dos polacos Airstrike que entram com tudo na sua discografia. A mistura entre o heavy e o thrash metal poderá não ser aquela que entusiasma bem os fãs de ambos os géneros mas eles deixam aqui muitos bons motivos para ficarmos entusiasmados. Garra e temas raçudos que conseguem cativar qualquer fã de bandas como Metallica (na sua fase Black Album) ou até Motörhead. Não se sente como um álbum de estreia e sim algo de uma banda veterana com muitos anos às costas denotando-se experiência em temas como “It’s A Trap” que é pura diversão thrash metal.

7/10
Fernando Ferreira


Miltos Maraton – “Dip”

2022 – Edição de Autor

Este álbum funciona como uma espécie de compilação sem ser propriamente uma. Por um lado é uma colecção de ideias musicais compostas por Miltiadis Chalkidis que têm ficado de parte e por outro temos canções que tiveram outros arranjos e que surgem aqui regravadas. Não fosse a percussão e alguns arranjos artificiais e até a voz que por vezes parece fora de tom, e até seriam interpretações interessantes no entanto as boas ideias ficaram limitadas ao papel, faltou a concretização. O ponto alto é mesmo a guitarra que soa sempre bem. É ela que sustenta todo este trabalho por inteiro.

3/10
Fernando Ferreira


Agora na Google Play Store

Support World Of Metal
Become a Patron!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.