WOM Reviews – Jeff Scott Soto / Silver Mammoth / Kryptograf / She Bites / Orianthi / The Poppy Jasper Band / Sven Gali / Avi Rosenfeld

WOM Reviews - Jeff Scott Soto / Silver Mammoth / Kryptograf / She Bites / Orianthi / The Poppy Jasper Band / Sven Gali / Avi Rosenfeld

Jeff Scott Soto – “Wide Awake (In My Dreamland)”

2020 – Frontiers Music

Um dos meus vocalistas favoritos está de volta!“Wide Awake (In My Dreamland)” é o sétimo e mais recente trabalho de um dos vocalistas mais versáteis da cena rockeira mundial.Desta vez, Jeff trabalhou com o produtor e multi-instrumentista Alessandro Del Vecchio, e juntos cumprem tudo o que se podia esperar deles, dando corpo a um magnifico disco, com uma direção musical hard rock melódico e com uma particularidade de incluir um punhado de temas gravados ao vivo no Frontiers Rock Festival em 2019, fazendo desde disco algo ainda mais irresistível para os fãs. “Wide Awake (In My Dreamland)” é cheio de groove, grandes arranjos vocais, linhas de guitarra fantásticas e solos de arrepiar. Enorme!

10/10
Miguel Correia

Silver Mammoth – “Western Mirror”

2020 – Edição De Autor

É o meu primeiro contacto com esta banda brasileira e fiquei rendido ao seu rock pesado, dinâmico, com toques psicadélicos, passagens acústicas e com direito a umas incursões pelo hard blues.

Das doze músicas apresentadas, oito são originais, uma é uma repescagem de seu álbum de estreia em versão acústica e três são covers de nomes como Black Sabbath, Motörhead e dos AC/DC, refiro claro “Symptom of the Universe”, “White Line Fever” e “Jailbreak”, dignas homenagens da banda de São Paulo aos seus ídolos. Que disco enorme é este “Western Mirror”!

10/10
Miguel Correia

Kryptograf – “Crimson Horizon”

2020 – Apollon Records

Uma interessante mistura de música eletrônica traz o ar de psicodelismo ao Rock and Roll anos 70 do grupo. Riffs bem colocados, guitarras alimentadas provavelmente por um pedal de Fuzz, uma voz com uma melodia agradável, sem gritos desnecessários, linhas de coros muito bonitas, o baixo e a bateria trazem o som característicos e foram muitos bem misturados. Este é um ponto positivo no trabalho, pois parece que foi misturado nos anos 70. A banda não apresenta nenhum virtuosismo, mas para os amantes do bom e velho Rock and Roll, segue uma boa dica.

8/10
Carlos Lichman

She Bites – “Joyride”

2020 – Edição de Autor

Um Hard Rock direto e muito bem embalado com vocalizações femininas que dão o ar da graça. Uma bateria com sobra extra dos pratos, mas não compromete muito o trabalho. A banda não apresenta grandes virtuosos em seus instrumentos, mas estão todos muito bem alinhados. Com certeza, agrada todos os que curtem o estilo.

8/10
Carlos Lichman

Orianthi – “O”

2020 – Frontiers Music

A bela guitarrista australiana, Orianthi, está de volta a solo após um intervalo de sete anos que incluiu um desvio musical e pessoal de quatro anos com Richie Sambora. Não é um disco genial, mas também não desilude ninguém.“O” é feito numa abordagem onde por vezes se confunde as linhas entre o rock e o pop, mas que soa forte e pesado em algumas faixas, inteligentemente compostas, cheias de habilidades da velha escola e com aquele toque moderno, mostrando o lado mais versátil de Orianthi.

7.5/10
Miguel Correia

The Poppy Jasper Band – “From The Delta To The County Line”

2020 – Icarus Productions

A modos que esta é uma terrível capa. Há duas formas de ver isto. Ou é um sinal para o que se pode ouvir, ou então é proporcional o foco na música à forma como ignoram a apresentação gráfica do seu trabalho. Felizmente é o segundo caso, onde temos um rock clássico inspiradíssimo com aquela toada muito própria do sul dos E.U.A.. Boa onda, produção simples mas eficaz em termos os instrumentos a perceberem-se muito bem e uma voz com garra. Boa banda. Só precisa de um designer gráfico.

7.5/10 
Fernando Ferreira

Sven Gali – “3”

2020 – RFL Records

Os Sven Gali poderão ser algo desconhecidos ao público de hoje mas já têm uma carreira bem longa. Nada que se note pela forma energética com que se apresentam aqui, temas fortes, hard rock com tiques modernos mas que não descaracterizam o seu som, e, o principal (sempre), excelentes temas. É um EP ideal para matar as saudades ou então para ter as devidas apresentações.

7.55/10
Fernando Ferreira

Avi Rosenfeld – “Be The Moon”

2020 – Edição de Autor

Mais um álbum de Avi Rosenfeld, o guitarrista israelita que me obriga a bater os meus records de lugares comuns (em dizer “mais um álbum de Avi Rosenfeld” pelo menos) e que continua a apresentar toneladas de rock, sempre com muita variedade. Aqui estão alguma das melhores canções dele, onde cito a “Mississippi Stud”, que conta com a voz de Steffie Belt – para quando um álbum só com ela, ó Avi? Temos alguns temas que não dizem tanto principalmente na segunda metade do álbum, mas a primeira parte é mesmo muito boa, excepção feita para o último tema que conta com a participação da nossa Rita Cabreira, que é uma forma perfeita de acabar qualquer disco.

7/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.