WOM Reviews – Mothers Of The Land / Howling Giant / Sergeant Thunderhoof / Mazzeri / Inter Arma / Vestal Claret / Monte Luna / Mountain Witch / Guardian Of Lightning

WOM Reviews - Mothers Of The Land / Howling Giant / Sergeant Thunderhoof / Mazzeri / Inter Arma / Vestal Claret / Monte Luna / Mountain Witch / Guardian Of Lightning

Mothers Of The Land – “Hunting Grounds”

2020 – Edição de Autor

Depois de três demos na primeira década do milénio, os Fastian Pact apresentam um álbum que parece que até é mais antigo, vindo da década de noventa. Aquele black metal ligeiramente melódico ainda que algo cru. Tem um encanto muito próprio. Encanto do passado mas que é válido tanto agora como o seria na altura. Talvez este seja um trabalho que está voltado para o passado, não existem dúvidas em relação a isso… no entanto, não deixa de ser inegavelmente cativante e eficaz. Uma boa surpresa a provar que por vezes as expectativas crescem e são correspondidas.

8.5/10
Fernando Ferreira

Howling Giant / Sergeant Thunderhoof – “Turned To Stone, Chapter 2: Masamune & Muramasa”

2020 – Ripple Music

Fantástico split álbum entre os Howling Giant e os Sergeant Thunderhoof. Apesar de termos apenas um tema para cada banda, são quarenta minutos de música que nos embalam de uma forma única. Os Howling Giant começam de forma esplendorsa com “Masamune”, com o stoner místico a ser uma excelente forma de introduzir a coisa e a depois a ter alguns toques de psicadelismo e a deixar a sua veia progressiva falar mais alto. Já os Sergeant Thunderhoof, abraçam logo desde início a veia mais psicadélica e progressiva mas não deixam de ter o groove do bom stoner/doom. Duas faces diferente da mesma moeda que se complementam muito bem. Fantástico!

9.5/10
Fernando Ferreira

Mazzeri – “Mazzeri”

2020 – Edição De Autor

Estreia bem interessante e valorosa desta jovem banda italiana. Os Mazzeri trazem doom metal refrescante. Refrescante porque incorpora montes de outros elementos e que fazem com que a sua música se destaque. Épica nas melodias, atmosférica e progressiva no formato e emocionante no seu núcleo. Quatro temas longos mas que transportam em si uma capacidade única por nos levar a viajar por diferentes sensações e paisagens sonoras. Um talento enorme que se está aqui a revelar e ao qual recomendamos que fiquem bastante atentos porque definitivamente que com a devida evolução, esta banda vai dar muito que falar.

8.5/10
Fernando Ferreira

Inter Arma – “Garber Days Revisited”

2020 – Relapse Records

Covers. Já disse que adoro álbuns de covers? Inesperadamente tive agora o miminho de receber este brinde dos Inter Arma, de quem não esperaria. Com um título fantástico – todos sabemos ao que se estão a referir, não é verdade? E começa logo em grande com uma assombrante versão para “Scarecrow” dos Ministry. Hipnótica e temos coisas tão díspares como Neil Young ao lado dos Cro-Mags, ou uns Nine Inch Nails ao lado de uns Venom ou um Tom Petty & The Heartbreakers. Mas a versão de todo o disco é mesmo a do clássico de Prince, “Purple Rain” que soa como uma versão de ensaio, mas cheia de feeling (daquele bem sujo). É um álbum engraçado pela forma como consegue conciliar diferentes estilos musicais e unificá-lo. Pena é ser tão curto.

8/10
Fernando Ferreira

Vestal Claret – “Vestal Claret”

2020 – Edição de Autor

Os Vestal Claret não são a vossa proposta típica de doom metal. Definitivamente. Aliás, até o termo doom… confesso que tive uma luta interna para o colocar aqui porque definitivamente vai levar-vos a ter uma expectativa tiva que nunca poderá ser correspondida. Tanto na parte do doom como na parte do metal – inclina-se muito mais para o rock. Com uma feeling melancólico único e com uma efectividade a igualar – se duvidam, ouçam a “Sorrow” – este é um disco que poderá começar com uma solidão e acabar por vos conquistar. Sem qualquer problema.

8.5/10
Fernando Ferreira

Monte Luna – “Mind Control Broadcast”

2020 – Argonauta Records

Nova fase dos Monte Luna e nada como marcar a nova fase com nova música. Porco, feio, sujo, desagradável e badalhoco. Ah e javardo também. Finesse do doom ali a convidar ao sludge e que nos mostra que a banda está a preparar-se para lançar um grande terceiro álbum, a avaliar por este pequeno “treino”. “Mind Control Broadcast” deixa-nos estendidos no chão como se tivessemos consumido duas toneladas de erva. Mas sem o cheiro. E daí…

8/10 
Fernando Ferreira

Mountain Witch – “Extinct Cults”

2020 – This Charming Man Records

Depois de colocar os óculos escuros para ver se não vazava a vista com esta capa, pude orientar a atenção dos meus sentidos para o som, que é mesmo o que interessa. Os Moutain Witch tocam uma fusão muito interessante de hard’n’heavy e proto-doom metal que nos soa (mais ou menos) original e cheio de feeling. Vintage, obviamente, e com uma alma que nos faz recuar umas boas décadas, até mesmo anterior ao nosso (meu) tempo. Curtinho mas com boa onda suficiente para nos deixar agarrado, está aqui um bom disco para roadtrips no Verão. Mesmo que não se saia de casa.

8/10
Fernando Ferreira

Guardian Of Lightning – “Cosmos Tree”

2020 – Eclipse Records

Thunder metal, é como os Guardian Of Lightning se definem. Um género que tem por particularidade o facto do cento das atenções ser um baixo e não uma guitarra, ou seja, os solos são através do baixo e não da guitarra. A sonoridade é aquela que associamos imediatamente ao heavy/doom metal, e não requer grande habituação para quem for fã do género. Principalmente doom. Bons riffs, e os solos de baixo resultam bem. “Cosmos Tree” é um trabalho que não sendo revolucionário, surpreende e cativa.

7.5/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.