WOM Reviews – Pedigree / Nicholas Cage Fighter / No Terror In The Bang / Frank Iero And The Future Violents / Buried By Lava / Origin Of Infinity / Heckel And Jeckel / ObsElite

WOM Reviews - Pedigree / Nicholas Cage Fighter / No Terror In The Bang / Frank Iero And The Future Violents / Buried By Lava / Origin Of Infinity / Heckel And Jeckel / ObsElite

Pedigree – “Funeral Child”

2020 – Edição de Autor

Metal industrial que se insurge pelos meandros do pós-metal, sludge e alternativo. Demasiado genérico para chegar-se a alguma conclusão? Talvez mas nisto da música (e mais do que nunca) o que interessa realmente é mesmo… bem, a música.  E esta fala bem mais alto que tudo o resto e é mais esclarecedora de qualquer outra descrição. Há por aqui aquele ambiente clássico do metal industrial onde a agressão passa para segundo plano, dando primazia à criação de ambientes e grooves. Um groove não dançante. Pelo menos não da forma que se pensa quando o assunto é música electrónica. Não, um groove mais próprio de chill out. Sem ter grandes expectativas devo confessar que este trabalho surpreendeu e fez até rever com atenção os trabalhos lançados dentro do estilo em 2020. Parece-me que será um pequena pérola que poderá ter passado despercebida.

9/10
Fernando Ferreira

Nicholas Cage Fighter – “Cast You Out”

2021 – Edição De Autor

O nome é parvo (mas ao mesmo tempo tão bom de tão parvo que é) e com ele chega-se logo a uma conclusão preconceituoso. É metalcore. Apenas o pessoal do metalcore tem cabeça para encontrar nomes assim. Em vez de algo igualmente tonto, na música encontramos muito peso, groove demolidor e mesmo muito peso. Não sei se estou a pensar muito no peso mas é mesmo epsado, de uma boa maneira. Claro que o “chugga chugga” ajuda a estabelecer esse peso mas a banda não abusa disso nem muito dos metalcores e isto soa mesmo muito bem para quem procura confusão – neste momento só pode ser na sala, já que concertos é mentira. Para descarregar energias à grande.

8.5/10
Fernando Ferreira

No Terror In The Bang – “Eclosion”

2021 – M&O

Cinematic Metal. Vale tudo na hora de vender o produto mas há sempre pontos de referência que fazem sentido. Os No Terror In The Bang não só têm a referência cinematográfica no seu nome (uma citação de Alfred Hitchcock que dizia que não havia terror no estrondo mas sim a antecipação do mesmo) como também no som. Aliás, no início, com a “Saule Pleurer”, até estava inclinado para algo ligeiramente diferente. Há uma necessidade de explosão rock/metal tão grande como a de criar um ambiente muito cool que até aponta numa direcção mais trip hop e a voz de Sofia Bortoluzzi tem uma enorme responsabilidade nesse resultado final. Uma dualidade que faz todo o sentido neste contexto e que faz com que este álbum seja uma estreia que intriga tanto como cativa. Apesar de ser um álbum em todo o seu mérito, sinto que há ainda muito mais a mostrar e muito espaço para sermos ainda mais surpreendidos.

8/10
Fernando Ferreira

Frank Iero And The Future Violents – “Heaven Is A Place, This A Place”

2021 – UNFD

EP que sergue como seguimento daquilo que a banda apresentou em “Barriers” onde o seu rock alternativo se apresentou de forma muito interessante. Esse bom caminho é também seguido por aqui onde um dos pontos altos é mesmo uma cover dos R.E.M., o clássico “Losing My Religion”. Bastante dinâmico e abrangente, este é um bom EP, a colher alguns dos bons frutos semeados com álbum editado recentemente.

7/10
Fernando Ferreira

Buried By Lava – “Blind Truth”

2020 – Edição de Autor

EP de estreia dos açorianos Buried By Lava que tendo surgido em 2020 poderia muito bem ter surgido numa outra altura qualquer do início do milénio. Groove, a começar no nu-metal e com a carga de um death metal mais ligeiro em cima, esta mistura poderá não soar nova mas sem dúvida que nos consegue contagiar pela sua energia. Riffs fortes e bom poder nas guitarras que se junta a uma boa voz gutural intercalada por uma voz limpa que remete precisamente para o período temporal atrás citado. Resultado positivo e uma banda que mostra ter matéria para se desenvolver.

7/10
Fernando Ferreira

Origin Of Infinity – “Ocvltism“

2020 – Edição de Autor

Metalcore, djent, deathcore, são algumas das tags que surgem associadas a este lançamento. Algo que faz sentido mas que não revela inteiramente o que a banda faz. Também há por aqui algum espírito de death metal tradicional ainda que o mesmo raramente dê ar de sua graça. Não interessa também, o que é importante salientar é que “Ocvltism” é um EP com duas músicas que mostram que a banda está ativa e a trabalhar. Se traz algo de novo em relação ao panorama? Não, nem por isso, mas entretém os quek gostam deste tipo de sonoridade. Tem o poder suficiente para deixar a semente do interesse.

6.5/10 
Fernando Ferreira

Heckel And Jeckel – “This War”

2020 – Pogo Records

Será correcto, moralmente, dizer que algo nos assemelha a Nirvana Sludgesizado? Nem sei se até este termo, para lá de preguiçoso, é correcto, até porque há por aqui muitas cores, muitas graduações de cores e sentimentos que à partida não se pode encontrar na música dos Nirvana – por muito boa que seja (e é). Mas não é, no entanto, essa esquisitice que também vai fazer com que este trabalho seja automaticamente bom. É sem dúvida invulgar e apresenta riffs e melodias vocais que funcionam como ganchos ninja, que agarram o ouvinte sem que o mesmo esteja propriamente à espera. Resulta mas dá luta e deixa-nos muitas dúvidas antes de se arranjar uma resposta concreta e final. Ainda estou a meio do processo mas para já, a apreciação tem o saldo positivo.

6.5/10
Fernando Ferreira

ObsElite – “Icon Of Evil”

2020 – Edição de Autor

Não há grandes informações acerca desta banda (a não ser que vêm de Neo-Tokyo do ano de 2089) e por vezes até é preferível assim. Temos um som industrial, com ambientes bem conseguidos mas que na hora de apresentar temas, ou seja, verdadeiras canções, não consegue impressionar nem dar-nos algo de memorável. Pelo menos algo que não seja mais do que sonoridades e arranjos de teclados interessantes. Para os fãs de Ministry do antigamente ou de Godflesh, poderá haver aqui algo de interesse mas recomenda-se abordagem com expectativas em baixo.

4/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.