WOM Reviews – Toothgrinder / Desert Sharks / Angela Marie Project / Wax On Water / The Violent Years / Die On Friday / The Dead Sound / Winterbourne

Toothgrinder – “I AM”

2019 – Spinefarm Records

Ao terceiro álbum, as expectativas para os Toothgrinder são de que tenhamos mais um álbum onde o rock e o metal moderno se fundam com o espírito de revolta e inconformidade, algo que tem permeado os seus trabalhos. No entanto, este “I AM” vai ainda mais longe na forma como os coloca, conceptualmente, mais expostos que nunca. Musicalmente, todavia, não há propriamente surpresas, sendo um trabalho cheio de garra e melodias que facilmente cativam os fãs da banda e do estilo em que se movem. Sente-se como o álbum da maturidade e talvez até capaz de os levar a um outro público.

Nota 8/10
Review por Fernando Ferreira


Desert Sharks – “Baby’s Gold Death Stadium”

2019 – Substitute Scene Records

Não adoram quando são enganados mas de uma forma positiva? Como por exemplo com esta capa. É impossível não olhar para a composição da mesma e não pensar de que se trata de uma coisa qualquer pop ou R&B. Quando se coloca “Baby’s Gold Death Stadium” somos brindados por um rock irreverente, barulhente, que nos faz recuperar aquele termo tão popular umas décadas atrás, “riot grrl”, que neste contexto faz todo o sentido. É um trabalho de estreia visceral, inconformado e ainda assim nostálgico, lembrando uma altura em que o rock não se preocupava com vendas, tops, partilhas, números de visualizações e/ou audições em plataformas digitais. Honesto, forte e rebelde (muito mais que muitas bandas punk que por aí andam) este álbum é uma enorme surpresa. Positiva. Não adoram quando isso acontece?

Nota 8.5/10
Review por Fernando Ferreira


Angela Marie Project – “In The Shadows”

2019 – Edição de Autor 

“In The Shadows” – não, não tem nada a ver com essa música – é, ao que tudo indica, o trabalho de estreia deste projecto rock norte-americano. É um trabalho multifacetado, por vezes demasiado, que mostra vários ambientes e influências que vão desde o funk até ao alternativo, ou até algo mais díspar como art rock. A voz de Angela Marie é o que junta isto tudo e faz com que resulte embora se sinta que um pouco de mais orientação em termos de identidade fosse altamente benéfico. Interessante projecto e trabalho.

Nota 6.5/10
Review por Fernando Ferreira


Wax On Water – “Procession”

2019 – Edição de Autor

Os Wax On Water são uma interessante banda de rock industrial que tem em Maya Fire, a sua vocalista e principal compositora, a figura principalmente. Musicalmente move-se pela música electrónica mas não se foca tanto em lugares comuns do que nas canções em si, ficando este EP como um trabalho refrescante, mesmo para quem não goste muito de industrial.

Nota 7/10
Review por Fernando Ferreira


The Violent Years – “Via Antarctica”

2019 – Apollon Records

Se em termos sonoros pode-se encaixar os The Violent Years numa onda de rock alternativo/indie que tem pontuado a música nos últimos quinze anos, em termos líricos não temos propriamente uma abordagem comercial. Essa riqueza e esse peso lírico dão uma nova dimensão a temas como “Who Decides” e “New World Order”. Dinâmico na forma como oscila entre os temas mais mexidos e os contemplativos, este é mais um daqueles trabalhos que, infelizmente, vai passar ao lado das rádios comerciais mas que também mostra como a música moderna, dentro do rock, tem potencial radiofónico que simplesmente não é aproveitado. Nem tudo é mau, estamos cá (todos) nós para fazer esse papel.

Nota 8/10
Review por Fernando Ferreira


Die On Friday – “Revolution”

2019 – Buil2Kill Records

Enorme déjà vú ao ouvir o primeiro tema deste “Revolution”, “Rise Again”. Daqueles irritantes que não conseguimos bem identificar de onde. O que significa duas coisas, ou estamos a ficar mal de memória ou então a banda soube aproveitar de forma inteligente o espaço disponível entre auqilo que já foi feito e o que está para fazer para nos trazer algo memorável. E com algumas audições consecutivas ao resto do trabalho não conseguimos afastar essa sensação mas conseguimos entrar melhor no mundo dos Die On Friday que podemos dizer que usam tanto as armas do nu metal com a do rock/metal alternativo e conseguem resultados satisfatórios. É continuar a trabalhar.

Nota 6.5/10
Review por Fernando Ferreira


The Dead Sound – “Cuts”

2019 – The Dead Sound – “Cuts”

Single à antiga, onde temos um lado B – pelo menos em vinil, já que a versão digital abaixo surge apenas o tema “Deeper”. E por falar neel, temos uma grande malha, melódica e imediata de uma forma quase cinematográfica – aquele “ahum ahum ahum” é como se nos fizesse uma tatoagem no cérebro. No lado B temos a “The Benevolent Pawn” registado ao vivo que nos surge com um som algo estranho mas ainda assim, é um ponto positivo na aquisição do vinil. Quem quiser só o single digital, também não fica a perder.

Nota 8/10
Review por Fernando Ferreira


Winterbourne – “Echo Of Youth”

2019 – Island Records/Universal

Som forte e poderoso com contornos bem familiares do nu-metal disfarçados apenas pela voz mais rasgada e arraçada de algo mais extremo que é intercalada com uma bonita voz feminina, essa sim, mais adequada ao instrumental que nos é apresentado. Ainda assim, e para quem não comecem já a colocar esta banda e este EP de parte, temos alguns preciosismos técnicos interessantes e alguns pormenores que até estariam mais adequados numa banda de metal progressivo mas que aqui acabam por enriquecer e fazer o contrabalanço com a faceta mais imediata. É uma boa mistura e um bom EP.

Nota 7/10
Review por Fernando Ferreira


Support World Of Metal
Become a Patron!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.