Megadeth – “Youthanasia” Review

1. Reckoning Day
2. Train of Consequences
3. Addicted to Chaos
4. À Tout le Monde
5. Elysian Fields
6. The Killing Road
7. Blood of Heroes
8. Family Tree
9. Youthanasia
10. I Thought I Knew It All
11. Black Curtains
12. Victory
13. Millennium of the Blind
14. New World Order (demo)
15. Absolution
16. A Tout Le Monde (demo)
Duração 65:30
Reedição remasterizada e remisturada com comentários do big man himself, mr. Dave Mustaine, com novo som e faixas bónus. Este álbum foi onde os Megadeth assumiram uma postura mais comercial e é o resultado, como o próprio Mustaine admite, uma série de pressões quer internas quer externas à banda, desde os restantes membros a quererem retirar o controlo criativo a Mustaine, com as constantes exigência de um mercado que começava a menosprezar o metal, que estava a voltar ao underground, com editora, management e MTV a querer a mudança.
Mudança efectivamente encontramos, um trabalho mais melódico, mais acessível mas mesmo assim com um forte espírito metálico onde temas como “Reckoning Day”, “The Killing Road”, o tema-título, “Black Curtains” e a minha favorita, “Victory”. No entanto, notava-se que o foco da banda já era outro. As músicas estavam menos complexas – embora os riffs de Mustaine sejam sempre complexos, basta ouvir o riff inicial de “Train Of Consequences” para ficar com a ideia de que o homem até de um espasmo de guitarra faz um riff. 
As faixas bónus são interessantes principalmente a instrumental “Absolution” que tem a melodia que iria parar ao tema “Trust” do próximo álbum. Por outro lado, a versão demo da “A Tout Le Monde” é atroz e dá vontade de colocar a cabeça numa sanita. No que me diz respeito, este álbum fez parte do meu crescimento musical, numa altura em que começava por desbravar pelo metal e obviamente que fez um enorme serviço nesse aspecto. Mesmo sabendo que é um dos momentos mais acessíveis da banda, é um trabalho ao qual se volta com gosto.
Nota 8/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.