WOM Report – Xxxapada Morbid Sessions Chapter II – Akercocke, Nader Sadek, Necronautical, Aklash, Congruity @ RCA Club, Lisboa – 07.03.20

Na noite de 7 de Março, o RCA Club, em Lisboa, recebeu o esperado segundo capitulo do XXXapada Morbid Sessions, missa de Black/Death Metal, encabeçado pelos pioneiros ingleses Akercocke, que vieram “acompanhados” pelos Nader Sadek, Necronautical, Aklash e os Congruity. Uma tarefa hercúlea para a aliança entre a Stone Crow Productions e a XXXapada na Tromba, no sentido em que com tantos eventos marcados para o mesmo dia, para além do medo provocado pelo famoso vírus que adora concentrações de seres humanos, havia preocupação por uma fraca adesão, comparada com o que vemos no XXXapada “original”, algo que, infelizmente, vimos acontecer, apesar da excelente qualidade que estes promotores nos habituaram. Sem medo, histerismos e com uma vontade de assistir a uma bela festa mórbida, lá nos dirigimos para o famoso clube de Alvalade.

Os portugueses Congruity foram os primeiros a subir ao palco do RCA nesta noite mórbida. A casa estava quase vazia e o público presente parecia hesitante, o que não impediu uma actuação bruta da banda veterana de Abrantes,  obrigando uns quantos movimentos de cabeça dos que os testemunhavam, com músicas como “Burden Of Life”, “Thy Funeral”, “River Of Death” e “Shattered”, este último do recente EP homónimo editado em Fevereiro.

Os Aklash foram surpresa da noite para este vosso escriba, que anunciaram a sua presença com o som de um violino perante uma casa já bem mais composta que recebeu de bom agrado o black metal épico e atmosférico da banda inglesa. Na bagagem trouxeram temas do álbum homónimo de 2013 e do mais recente “Where The Ocean Meets The Sky”, para além da novidade “The Folly Of Pride”. Tímidos no início, foram-se soltando durante o concerto que se tornou tão intenso que o passar dos minutos passou despercebido quer pela banda, quer pelo público. Não me devo esquecer tão cedo do olhar de surpresa dos membros da banda no final da actuação. É a melhor imagem para explicar o quão divertidos estavam os Aklash naquele palco.

 

Os Necronautical foram os próximos a ocupar o palco do RCA Club, enfeitando-o com dois candelabros, tornando-o quase num local de culto. Foi a primeira apresentação em solo português destes exploradores do submundo ingleses e fizeram-no com uma actuação digna do nome da festa, baseada no mais recente “Apotheosis”, editado no ano passado. No final ficou a vontade de repetir esta dose de Black Metal britânico.

 

O evento principal da noite estava reservado para os, muito requisitados, veteranos do metal extremo Akercocke. A banda inglesa subiu ao palco com sorrisos nos lábios, prontos para levar o público até à exaustão. E ainda antes das primeiras notas de “The Horns Of Baphomet” já o público, que imediatamente reuniu-se na frente da batalha, tinha cedido ao plano deles. Uma actuação incansável, violenta e melódica,  que provocou os únicos mosh pits da noite, com uma set list que incluiu “Shelter From The Sand”, “Of Monstrual Blood And Semen”, “A Skin For Dancing In” e “Ceremony Of Nine Angels”.

Com alguns sobreviventes, que não fugiram depois da actuação anterior, coube a Nader Sadek finalizar este segundo capítulo. Para esta missão, o músico egípcio veio acompanhado pelos músicos George Maier (ex-Pestilence), Jim Ross (Bandwhore), Alex Zubair (Nephelium) e Kevin Paradis (Benighted). Nader Sadek apareceu com uma máscara coberta, com o que aparentava ser rastas e que o deixava com uma visão escassa do ambiente (“I can’t see you, dizia o vocalista), complementado pelo palco enfeitado com alguns ramos que o transformaram num pântano assombrado ou uma floresta digna de um filme de terror de série B. Durante o concerto os ramos foram destruídos pelo vocalista e apoderados pelos fãs.

Todos atiram palhetas, mas poucos têm ramos para partilhar. O line up impressionante entregou-se com força a uma actuação explosiva de Death Metal com músicas dos dois álbuns de Nader Sadek (“In The Flesh” e “The Malefic: Chapter III) e uma inédita que tinha sido prometido pelo músico nas redes sociais. Apesar do cansaço (a minha vida “real” por vezes extende-se ao fim de semana) estava a curtir o concerto até que, de repente, este acaba. Sadek exclama que adorava tocar mais, mas não pode… Quando pensava que “Wish we Could…” seria a última frase proferida neste evento, eis que ouvimos nas colunas “Ok… one more!”

Desta vez sem máscara e mais solto, Nader Sadek delicia os sobreviventes no RCA Club com um encore. E desta vez, a última frase do evento é mais optimista: “Thank You Sérgio. Thank You Rita” Final mais do que adequado! Devemos sempre agradecer ao Sérgio e à Rita por promoverem eventos deste tipo, tão diferentes e que tanta falta fazem no nosso pequeno país. Espero que nunca desistem e espero estar presente no próximo capítulo de uma ideia velha ou nova.

Texto por Luís Fernandes
Fotos por Sofia Monteiro
Agradecimentos Xxxapada Na Tromba


 

Support World Of Metal
Become a Patron!

0

5 thoughts on “WOM Report – Xxxapada Morbid Sessions Chapter II – Akercocke, Nader Sadek, Necronautical, Aklash, Congruity @ RCA Club, Lisboa – 07.03.20

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: