WOM Reviews – Devildriver / All Kingdoms Fall / Rising Anger / Kill All The Gentlemen / Chaoseum / The Unguided / Horror Dance Squad / King Parrot

WOM Reviews - Devildriver / All Kingdoms Fall / Rising Anger / Kill All The Gentlemen / Chaoseum / The Unguided / Horror Dance Squad / King Parrot

Devildriver – “Dealing With Demons – Volume I”

2020 – Werewolf Records

Depois de três demos na primeira década do milénio, os Fastian Pact apresentam um álbum que parece que até é mais antigo, vindo da década de noventa. Aquele black metal ligeiramente melódico ainda que algo cru. Tem um encanto muito próprio. Encanto do passado mas que é válido tanto agora como o seria na altura. Talvez este seja um trabalho que está voltado para o passado, não existem dúvidas em relação a isso… no entanto, não deixa de ser inegavelmente cativante e eficaz. Uma boa surpresa a provar que por vezes as expectativas crescem e são correspondidas.

8.5/10
Fernando Ferreira

All Kingdoms Fall – “Vanuatu’s Tumble”

2020 – Edição De Autor

Hardcore zangado vindo do Porto. Mesmo o que se precisa quando temos a raiva a precisar de ar para ser destilada e não tem por onde escapar. Cinco temas, directos ao assunto, com a violência necessária mas também com tempo e espaço para melodias que se tornam marcantes – a épica “Vagrant” é um sinal disso mesmo. Sendo o primeiro EP da banda, fica no ar da promessa de uma evolução empolgante. É fácil ficar-se viciado nestes temas, sendo os All Kingdoms Fall um nome a reter e acompanhar no cenário hardcore nacional.

8/10
Fernando Ferreira

Rising Anger – “I Am”

2020 – Bastardized Recordings

Um longo silêncio editorial antecedeu o lançamento desde “I Am”, algo que só faz com que as expectativas estivessem elevadas para este novo trabalho. A banda demonstra-se mais madura e essa maturidade passa para a música apesar de continuarmos a ter hardcore/pós-hardcore furioso, mas a melodia está cada vez mais catchy que nunca. Sente-se que estas músicas são um bocado mais pessoais e isso ajuda à intensidade dos temas – onde até mesmo um mai calmo como “My Peak” consegue ser bastante intenso emocionalmente. Um bom regresso de uma banda que apesar de ainda ter muito por onde evoluir, está num nível impressionante.

8/10
Fernando Ferreira

Kill All The Gentlemen – “The Loss And The Rapture”

2018 – Sliptrick Records

O nome é um bocado parvo, admito. Dentro daquela linha em que se começou a julgar interessante dar nome de bandas frases que dariam bons nomes de álbuns ou músicas. O que vale é que apesar de não fazerem assim nada de revolucionário, compensam as suas falhas com um álbum absolutamente bruto dos queixos. Podemos encontrar traços de algo moderno por aqui, uma abordagem mais groove, mas se deixarmos os purismos para trás, aquilo que temos é mesmo um death metal poderoso e cheio de raça.

8/10
Fernando Ferreira

Chaoseum – “Second Life”

2020 – Edição de Autor

Nome recente do metalcore, os Chaoseum demonstram que isso, hoje em dia, não quer dizer absolutamente nada. E são bastante convincentes. Claro que a dicotomia entre as vozes limpas e as vozes mais “extremas” (que aqui nem são sempre tão extremas quanto isso) está presente, assim como os arranjos mais modernos e as melodias infecciosas. A diferença (que faz toda a diferença) é mesmo o facto destes temas nos soarem bem. Quase com um sentimento imediato de reconhecimento, um déjà vú positivo se tal é permitido, estando muitas vezes perto do nu-metal – do melhor que o género apresentava. Isso é bem evidente num tema como “Smile Again” que faz pensar nos Korn. Mas em bom. Sem surpreender, é fácil gostar-se deste álbum. O tempo dirá se assim continuará a ser.

8/10
Fernando Ferreira

The Unguided – “Father Shadow”

2020 – Napalm Records

Os The Unguided já há muito que deixaram de ser a banda do ex-membros dos Sonic Syndicate. Aliás, os Sonic Syndicate também já deixaram de ser uma banda apetecida pelas franjas mais jovens dos apreciadores de metal. A junção da melodia com o peso em formato metalcore tem muitos poucos segredos por desvendar e se tem alguns escondidos, também não será aqui que os mesmos vão ver a luz do dia. Nem é algo que pareça preocupar à banda que nota-se estar principalmente focada em apresentar as melhores músicas possíveis. Acho que até conseguem um bom trabalho com isso. Sem expectativas e grandes festas, estes onze temas são estão bem conseguidos, conseguido recuperar algum do entusiasmo perdido nos Sonic Syndicate, de quem, curiosamente, fazem três covers de temas emblemáticos dos primeiros álbuns (de cada um respectivamente).

8/10 
Fernando Ferreira

Horror Dance Squad – “No Flag Will Fly Forever”

2020 – Edição de Autor

Estreia discográfica dos estónios Horror Dance Squad, banda que tem vindo a conseguir um bom impacto com os seus singles e que já foi ao Wacken tendo ganho uma das famosas battles em 2016. A sonoridade não é nova nem é propriamente refrescante, ou seja metalcore moderno e com apelo moderno, com o uso da parafernália electrónica e da estrutura dos temas a ter em comum com o que se faz pela pop. Apesar da previsibilidade do som, poderia ser a sua força que nos conquistasse mas nesse departamento sente-se que a produção não é propriamente tão potente quanto o desejável apesar de ter sido misturado e masterizado por Cody Stewart (dos The Browning). Para quem não se importa dos lugares comuns – ou até os procura – este será o trabalho para vocês.

6/10
Fernando Ferreira

King Parrot – “Holed Up In The Air”

2020 – Agonia Records

Os King Parrot são uma daquelas bandas que apesar de conhecer bem o seu estilo, cada vez que surge um trabalho novo deles, nunca sei bem que esperar – isto porque dizer apenas que são uma mistura entre death/thrash e grindcore não convence ninguém. São quatro temas que se despacham em menos de oito minutos, com aquelas dissonâncias a serem um destaque assim como a voz desesperadamente ácida de Youngy a ser o que mais fica. Não sendo memoráveis, é um EP que passa ao lado enquanto nos preparamos para o embate do próximo álbum de originais.

5/10
Jorge Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.