WOM Reviews – Els Focs Negres / Stormhunter / Blood Star / Boneyard / Timescale / Awake By Design / Leo Viridi / Lizzy Borden

WOM Reviews - Els Focs Negres / Stormhunter / Blood Star / Boneyard / Timescale / Awake By Design / Leo Viridi / Lizzy Borden

Els Focs Negres – “Els Focs Negres”

2020 – Rafchild Records

Fantástico. Toda a ideia fantástica, o imaginário. Termos uma banda portuguesa a tocar heavy metal cru e a cantar em catalão é daquelas ideias tão absurdas que só poderá dar certo. E dar certo dá. Com um elenco de luxo encabeçado por Belathauzer, Hugo Conim, Marco Marouco, Ricardo Campos e Marco Dolor, dificilmente não teríamos algo que não fosse genial. A sonoridade vintage, mas sobretudo a atmosfera criada, são memoráveis e temos aqui uma bela colecção de hinos que em pouco tempo se tornam viciantes. Posso tentar fazer uma previsão e mesmo não tendo acertado ainda nos números do Totoloto, posso dizer que esta será uma brincadeira que se poderá tornar algo mesmo sério. Mesmo que não seja, pelo menos já ficámos a ganhar com este álbum que ainda agora saiu e já é de culto.

9/10
Fernando Ferreira

Stormhunter – “Ready For Boarding”

2020 – G.U.C. / Music – Store24

Apesar de uma carreira  já com duas décadas, confesso que este é o meu primeiro contacto com estes alemães do Stormhunter. Quatro temas de power metal (um deles uma cover, a primeira da carreira da banda, para a “Antisocial” dos Trust e que os Anthrax adoptaram ainda na década de oitenta) algo festivo e a convidar a cantalorar de braço no ar e com um poder metálico impressionante. É importante referir que este EP também foi o primeiro sinal de vida durante seis anos, o que poderá ser indicativo, esperemos nós. Com esta qualidade, será certamente um excelente álbum.

8.5/10
Fernando Ferreira

Blood Star – “The Fear”

2020 – Shadow Kingdom Records

Até dá gosto ter uma banda que ainda gosta do pulsar do underground. De começar a sua carreira com uma demo ou um EP como é o caso dos Blood Star. Dois temas apenas (perfeito para um single em vinil) mas com uma garra fortíssima deixando um excelente impacto à primeira (e consequentes) audições. Fiquei fã destes norte-americanos e julgo que qualquer amante de heavy metal via sentir o mesmo.

8/10
Fernando Ferreira

Boneyard– “Oathbreaker”

2020 – Edição de Autor

As covers são sempre uma forma de começar. Seja como músico, seja como banda. Começar com a música dos outros e depois começar a fazer as suas próprias composições. Foi assim com os Boneyard, banda canadiana que agora lança o seu álbum de estreia. Hard’n’heavy com um som forte – a presença do baixo é sem dúvida um ponto positivo – e comandados por uma voz ainda mais forte. Melódica e com o carisma necessário para que não lhe fiquemos indiferente. Nos dias de hoje, ver novas bandas a surgir com vontade de pegar no som tradicional e dar-lhe o seu próprio toque é muito bom. Quando são bandas com esta qualidade ainda mais ainda.

8/10
Fernando Ferreira

Timescale – “Axiom”

2020 – Edição de Autor

Depois de dois EPs (um no ano passado e outro já neste ano) aqui está a estreia do projecto internacional Timescale, onde se destaca o nosso Leonel Silva (Fantasy Opus e Hourswill). A primeira coisa a assinalar, para além da capa fantástica, é a qualidade sonora deste conjunto de temas. Power metal raçudo mas de alta classe, praticamente sem defeitos. A não ser o defeito de ser demasiado curto (pouco mais de meia hora). Claro que isso faz com que automaticamente se vá dar outra rodada. Pensando bem, há mais um defeito. A forma como acaba. “Motherearth” é uma poderosa e emocional balada, mas fica um vazio demasiado grande com o seu final. Mais um tema poderia fazer milagres para tornar este álbum mais forte. Seja como for, tal como está, é um trabalho muito bom.

8/10
Fernando Ferreira

Awake By Design – “Awake By Design”

2020 – Edição de Autor

Terceiro álbum e auto-intitulado, duas condições que normalmente dizem que poderá tratar-sede algo especial e que define o rumo da carreira. Não estou em posição de saber se efectivamente é o caso já que este é o meu primeiro contacto com a banda – e a mesma também parece ter uma actividade discreta e dispersa no tempo. De qualquer forma, este é um álbum ambicioso com quase oitenta minutos de duração – algo que começa a ser cada vez mais impensável nos dias de hoje. Apesar da sua duração, não temos momentos fracos e qualquer amante de power metal sinfónico não vai dar pela passagem do tempo mesmo que não tenha um conjunto de músicas memoráveis – algo que muda efectivamente com o tempo e as audições que se seguirem. Os fãs que esperaram por cinco anos vão receber bem este álbum.

7.5/10 
Fernando Ferreira

Leo Viridi – “The World Keeps Turning”

2020 – Edição de Autor

Depois de uma estreia de qualidade com “LV1”, aqui está o seguimento com este “The World Keeps Turning”. Tal como na estreia, temos Henning Basse na voz (desta feita a participar em todos os temas) e Leo Viridi a tratar de todo o resto. Devo confessar que o primeiro impacto deixou-me algo a desejar. A produção soa demasiado caseira e até a voz de Henning Basse não está com o som que mereceria. A competência técnica dos dois músicos não está em questão, a forma como estão apresentadas é que me desiludiu bastante.

5/10
Fernando Ferreira

Lizzy Borden – “Best Of Lizzy Borden, Vol. 2”

2020 – Metal Blade Records

Depois de uma primeira parte lançada na década de noventa – quando a banda e todo o metal mais tradicional eram já coisa do passado – e aqui está o seguimento. As expectativas são um bocado baixas, admito. Apesar de ter gostado bastante do mais recente trabalho, “My Midnight Things” esta segunda metade da carreira da banda de Lizzy Borden é manifestamente inferior em relação à primeira. Temos bastante temas do já referido último trabalho assim como também temos alguns covers (Blyue Öyster Club e Ramones) e algumas escolhas dos outros dois anteriores álbuns. Apesar da obra de Lizzy Borden merecer que se lhe preste a devida atenção e estudo, esta compilação peca por não conseguir entusiasmar-nos o suficiente para nos converter. Os convertidos também não vão precisar dela.

5/10
Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.