WOM Reviews – Sinner’s Blood / Jessica Wolf / Blue Oyster Cult / Axxis / Mad Max / Fortune / Bürner / Crystal Skull

WOM Reviews - Sinner’s Blood / Jessica Wolf / Blue Oyster Cult / Axxis / Mad Max / Fortune / Bürner / Crystal Skull

Sinner’s Blood – “The Mirror Star”

2020 – Frontiers Music

Os Sinner’s Blood são uma nova e poderosa banda de melódico do Chile. Apresentando um nome, que em breve será conhecido, como James Robledo na voz e o produtor e multi-instrumentista Nasson.

Este disco de estreia é uma mistura de hard rock e possivelmente de todos aqueles nomes que os influenciaram ao longo destes tempos, com um toque moderno.

É simplesmente um grande álbum de metal melódico, revelando ao mundo os talentos de alguns dos músicos mais destacados da cena chilena. Muitos riffs “in your face” outros mais elaborados tecnicamente, e algumas músicas daquelas catchy que ficam logo no ouvido.

10/10
Miguel Correia

Jessica Wolf – “Para Dice”

2020 – Metalopolis Records

Já tinha gostado de “Grounded” e por isso foi com enorme expectativa que coloquei este novo trabalho de Jessica Wolf em audição e claro, não desiludiu. Música moderna, pura, ousada, poderosa e cativante. A voz é simplesmente sensacional mágica, cheia de atitude, e “Para Dice” é um disco com muitas músicas sólidas, rasgadinhas, com aquela energia rockeira, traduzida em estilos e acompanhamentos diferentes, riffs metal, rock e a finlandesa está de regresso pela porta grande!

10/10
Miguel Correia

Blue Oyster Cult – “45th Anniversary – Live In London”

2020 – Frontiers Music

Este lançamento que celebra o 45º aniversário da mítica banda, faz desfilar nos nossos ouvidos muitos dos hits da banda de Long Island: “Godzilla”, “(Don’t) Fear The Reaper”, “Vampire”, “Tattoo” entre muitos outros, fizeram parte do alinhamento de mais uma noite de sucesso, gravada no Stone Free Festival em 2017.

Para Outubro está programada a chegada de mais um disco de originais, até lá vamo-nos deliciando em ouvir este brilhante registo que também tem lançamento dm outros suportes. Toda a magia, toda a qualidade de uma banda que ficará também para a história!

10/10
Miguel Correia

Axxis – “Virus Of A Modern Time”

2020 – Phonotraxx Publishing

A situação pandémica em que todos vivemos e que naturalmente é sempre alvo de conversa neste meio, que sofre duramente as consequências de tudo isto, é desta vez a base de inspiração para os rockeiros alemães Axxis.

O lançamento de um Ep em formato digital traz aos fans da banda um punhado de temas contextualizados, que foram originalmente compostos para o projeto teatral Prometheus Brain, do qual Bernhard Weiß e Harry Oellers foram os responsáveis pelos arranjos musicais.

Tudo o mais é o som incrível dos Axxis ao serviço, com destaque para “Mother Money” e “Virus Of A Modern Time”.

9/10
Miguel Correia

Mad Max – “Stormchild Rising”

2020 – Steamhammer

É inevitável ignorar isto mas sempre que ouvi falar desta banda, vem-me à memória a mítica trilogia realizada por George Miller e, obviamente, a personagem que criou. Claro que tendo em conta o cenário apocalíptico e decadente da saga, que a sonoridade que sempre pensei que tocassem fosse um speed metal, algo que não corresponde à realidade, já que a banda alemã anda mais pelo hard’n’heavy. Têm sido regulares desde que voltaram em 2005 e “Stormchild Rising” demonstra que não é só regularidade editorial que impressiona. A qualidade está toda cá e este é um belo álbum de hard’n’heavy que é sem dúvida recomendado para quem tem saudades do som sagrado em todo o seu esplendor, com temas que ficam cá dentro, como “Mindhunter”.

8/10
Fernando Ferreira

Fortune – “The Gun’s Still Smokin’ - Live”

2020 – Frontiers Music

Registado no famoso evento anual, Frontiers Rock Festival, “The Gun’s Still Smoking -Live” dos Fortune, uma banda que nunca atingiu patamares de reconhecimento muito grandes, mas que aqui revela uma performance imaculada, cheia de boa música.

São dez temas e entre eles vamos ouvindo, “The Thrill Of It All”, “Bad Blood”, “Deep In The Heart Of The Night” ou “Dearborn Station”. Uma peça indispensável na vossa coleção!

8/10 
Miguel Correia

Bürner – “Baptized In Gasoline”

2020 – Time To Kill Records

É inevitável pensar nos Motörhead quando se houve este álbum do duo sueco Bürner. Não é pelas letras acerca de sexo, bebidas, drogas e rock’n’roll. É por tudo junto. O que nos deixa numa encruzilhada. Por um lado, trata-se de uma homenagem, ainda que indirecta, a uma das grandes bandas de hard’n’heavy metal de todos os tempos, de sonoridade simples mas carisma e atitude (e por consequência, som) únicas. Por outro lado, o facto de ser uma banda única, o facto do som lembrar tão taxativamente a banda de Lemmy Kilmister (com a voz incluída), faz-nos pensar se será algo criativamente válido – apesar de serem apontadas no comunicado de imprensa outras referências como AC/DC e Saxon. No final, e tentando não ser demasiadamente rigosorosos, temos uma série de bons temas que nos fazem curtir sem pensar em coisas muito sérias. Se calhar esse tipo de atitude, de “isto é apenas rock’n’roll” faz com que sejamos bem mais felizes, uma atitude que Lemmy professava.

7/10
Fernando Ferreira

Crystal Skull – “Ancient Tales”

2020 – Underground Symphony Records / Thy Bare Tree 

O projecto de Claudio “The Reaper”, Crystal Skull apresenta o seu álbum de estreia “Ancient Tales”. Um disco de nove faixas assentes numa sonoridade speed heavy metal sem muitos pontos de destaque ou de interesse.

Sente-se alguma intenção, qualidade técnica, mas na realidade o resultado final não é daqueles que deslumbram ou que dê vontade de voltar a ouvir.

É um passo na carreira do músico e fico atento ao próximo pois acredito que a evolução sonora seja uma realidade.

7.5/10
Miguel Correia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.