WOM Reviews – Stoneflower / Cloven Hoof / Wildfire / Sudden Death / Celesterre / Mortician / Leslie Ripp / Bobby McK

WOM Reviews - Stoneflower / Cloven Hoof / Wildfire / Sudden Death / Celesterre / Mortician / Leslie Ripp / Bobby McK

Stoneflower – “Finally”

2020 – AOR Heaven

A primeira e única do género que me chegou neste pacote de reviews. Os Stoneflower são da Noruega e “Finally” é um disco de rock melódico, bem conseguido o destaque terá de ser dado a John Masaki dono de uma voz absolutamente fantástica e que encaixa na perfeição naquilo que são as 11 faixas deste disco. Torna-se difícil destacar um momento em composições a roçar a perfeição, mas honestamente adorei “Fall”, daquelas baladas que nos elevam o espírito e nos fazem sentir poderosos perante as adversidades. Os fãs do género têm aqui uma relíquia!

10/10
Fernando Ferreira

Cloven Hoof – “Age Of Steel”

2020 – Pure Steel Records

De Inglaterra chegam-nos os Cloven Hoof, uma banda de longa data por terras de Sua Majestade, e que com “Age Of Steel” apresenta o seu novo baterista Mark Bristow e o novo guitarrista Ash Baker. Claro que a NWOBHM está bem presente neste disco fantástico perante o qual eu me curvo, uma vez que para os Cloven chegar até aqui com um disco desta qualidade é mais do que merecido, pois, as coisas não têm sido fáceis ultimamente para a banda. As influências são mais do que sentidas e ouvidas por momentos deixam-nos a pensar, onde é que eu já ouvi isto, mas isso não tira o mérito a “Age Of Steel”. Eles estão de volta, abraçaram as suas raízes e fizeram um disco para mais tarde recordar, conseguindo manter a chama viva.

10/10
Fernando Ferreira

Wildfire – “Brute Force And Ignorance / Summer Lightning”

1983-1984/2020 – Golden Core Records / ZYX

Mais uma reedição por parte da Golden Core Records e ZYX e mais uma boa surpresa para os nossos ouvidos. Os Wildfire são (ou eram) britânicos e lançaram dois álbuns em 1983 e 1984, álbuns esses que são agora reunidos nos mesmo pacote, remasterizados. Isto soa muito bem. Percebe-se que na altura este álbum possa ter passado despercebido tendo em conta a ebulição que a cena hard’n’heavy estava a atravessar com clássicos a serem lançados diariamente. O curioso é que passados estes anos todos, não é difícil reconhecer que, apesar das suas limitações, estes dois álbuns mereciam ter um maior impacto. “Summer Lightning” prova haver uma evolução em relação à estreia “Brute Force And Ignorance” mas são dois álbuns que convivem muito bem lado a lado e que hoje continuam a ter interesse. Mais um tiro em cheio nesta série de reedições.

8.5/10
Fernando Ferreira

Sudden Death – “All Or Nothing”

1987/2020 – Golden Core Records / ZYX

Mais uma reedição da Golden Core, mais uma pérola do underground europeu. Os Sudden Death lançaram esta estreia em 1987 e não fizeram muito mais depois disso. Ou melhor não fizeram nada até hoje. O que é pena, porque esta estreia apesar de soar bastante crua no ano em questão – o heavy metal já estava muito além daquilo que se mostra aqui – é com a devida distância que conseguimos apreciar este álbum como deve de ser. Heavy metal clássico, bons refrões embora no departamente dos solos não estejamos particularmente impressionados. Seja como for, boa recuperação, ainda para mais quando tem todas as músicas lançadas em demo e ainda um tema ao vivo. Boa surpresa para os fãs de heavy metal.

8/10
Fernando Ferreira

Celesterre – “Earth Pt.1”

2020 – Edição de Autor

Os Celesterre estão de volta, após três anos de ausência. É apenas um EP mas gostamos muito deste ponto de situação, onde o heavy e o doom metal convergem em temas que empolgam. De uma forma original – ou pelo menos refrescante – porque quando pensamos nestes dois géneros juntos, temos uma ideia muito clara. Sabe a pouco, claro está, mas é uma excelente prova de vida.

8/10
Fernando Ferreira

Mortician – “Titans”

2020 – Pure Underground Records

Os Mortician são uma banda tradicional de Heavy Metal oriunda da Áustria. Apresentam-se agora com o terceiro álbum depois de uma paragem de 19 anos tendo também uma outra particularidade que é a de apresentar Twain Cooper como vocalista principal. “Titans” é um disco daqueles que não engana, malhas heavy metal numa demonstração que o rock continua vivo e com muito para dar. Para mim que foi o primeiro contacto com a banda fiquei facilmente rendido ao que me foi dado a ouvir. Por momentos tive aquela sensação de algumas das produções dos anos 80, tudo muito direto, sem grandes malabarismos de estúdio e é assim, na minha opinião, que as coisas são demonstrativas de qualidade. Não sendo um disco perfeito, anda lá perto!

9/10 
Miguel Correia

Leslie Ripp – “Circle Of Fifths”

2019/2020 – Sliptrick Records

“Circle Of Fifths” traz-nos aquele rock/metal shred tão tipicamente anos oitenta. Não há aqui grandes surpresas. Um ritmo sólido e depois o amigo Leslie a “rippar” na guitarra como se não houvesse amanhã. Que não seja mal entendido por estas palavras porque este é um trabalho que dá muito gozo ouvir principalmente para quem gosta do som da guitarra a solar como eu. A questão é que nos dias de hoje, esta abordagem mais tradicional poderá não ter tanto encanto.

7/10
Fernando Ferreira

Bobby McK – “Full Circle”

2020 – Thin Ice Productions LLC

Eu sei que posso ser muito esquisito com as capas mas quem é que se lembra de ter uma capa de algo assim? Nem de álbuns de fotografias, quanto mais de música. Tudo parte do intuito com que se fazem as coisas e como tal, com a descontracção com que se apresentam, também não deverão ter expectativas. EP sólido, bem construído dentro do espectro do rock e do hard rock mas que não consegue convencer mas sempre faz melhor serviço de que a capa.

7/10
Jorge Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.